quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Crítico da sociedade de consumo, Benjamin Barber confirma presença no 3º Fórum Internacional Criança e Consumo

“O hiperconsumismo está condenado a um impasse”, afirmou o cientista político norte-americano Benjamin Barber em entrevista sobre a crise financeira que abalou o mundo em 2008. O autor de “Consumido - Como o Mercado Corrompe Crianças, Infantiliza Adultos e Engole Cidadãos" (Record) confirmou presença no 3º Fórum Internacional Criança e Consumo, que será realizado pelo Instituto Alana de 16 a 18 de março deste ano.

No segundo dia do encontro, ele dividirá a mesa de debate Refletir o Consumo, mediada pela professora da FGV Isleide Fontenelle, com o escritor Frei Betto e o diretor executivo do Greenpeace Brasil Marcelo Furtado.

Professor emérito da Universidade de Rutgers, onde lecionou por 32 anos, seu livro “Jihad vs. McWorld" figurou a lista de best sellers do jornal The New York Times. Também é membro da organização não-governamental DEMOS, que desenvolve pesquisas e ações de advocacy pela inclusão social e por uma economia mais igualitária nos EUA.

O 3º Fórum ainda terá mais duas mesas de debate – Honrar a infância e Brincar. O evento terá a participação da psicóloga americana Susan Linn, autora do livro "Crianças do consumo, a infância roubada" e diretora associada do Judge Baker Children's Center, da Harvard Medical School.

Os palestrantes nacionais estão todos confirmados. No primeiro dia, falam a jurista Flávia Piovesan, a historiadora Mary Del Priori e Guilherme Canela, coordenador de Comunicação e Informação da Representação da Unesco no Brasil. No último dia, compõem a mesa a educadora Maria Amélia Pereira e Maria de Salete Silva, oficial de Projetos de Educação da Unicef, ao lado de Susan Linn.

O 3º Fórum Internacional Criança e Consumo será realizado de 16 a 18 de março, no Itaú Cultural, em São Paulo. As inscrições são gratuitas e devem ser abertas em fevereiro.

Veja como foi o 2º Fórum Internacional Criança e Consumohttp://www.forumcec.org.br/

Fonte: Instituto Alana

Nenhum comentário:

Postar um comentário