quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Parlamento britânico lança game para jovens ''viverem experiência de deputado''

O Parlamento britânico lançou na terça-feira (12 de janeiro) um game on-line para colocar os participantes no papel de deputados por uma semana, numa tentativa de atrair adolescentes interessados em política.

No jogo "MP for a Week" ("Deputado por uma Semana"), os jogadores têm a experiência do dia a dia de um membro do Parlamento e recebem pontos de acordo com os julgamentos que fazem sobre questões levantadas.

O game, que tem como público alvo adolescentes entre 11 e 14 anos, usa imagens de gravações feitas durante as sessões do Parlamento e de entrevistas com políticos.Para o presidente do Parlamento, John Bercow, o "MP for a Week" ajudará a Casa a "se conectar com o público".

O jogo é lançado após um grande escândalo sobre gastos de parlamentares, no qual a imagem dos políticos sofreu um grande desgaste entre a opinião pública britânica. Os jogadores podem escolher os discursos que querem usar durante debates no Parlamento, usar o mouse do computador para pedir a palavra ao presidente da Casa e enfrentar um grupo de jornalistas atrás de informações.

Os jogadores recebem uma pontuação de acordo com os julgamentos que fazem e o efeito que eles têm sobre o seu partido, sobre sua reputação ou sobre sua base eleitoral."É vital que os jovens entendam o papel do Parlamento e o trabalho dos deputados", explicou Bercow."O Parlamento tem um dever, que deveria também ser um prazer, de se conectar com o público. O 'MP for a Week' é uma maneira inovadora para os estudantes explorarem nossa democracia", disse ele.

Para Tom O'Leary, diretor do departamento de educação do Parlamento, o jogo "dá aos estudantes um entendimento sobre como o Parlamento funciona de uma maneira que não havia sido tentada antes --deixando os jogadores experimentarem o dia a dia dos deputados". "Esperamos que os estudantes, aprendendo por meio do jogo, achem nosso processo político interessante e mais significativo para eles", disse.

Fonte: Folha Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário