quinta-feira, 27 de maio de 2010

Pesquisa mostra pais mais conscientes de sua responsabilidade na educação dos filhos

Uma pesquisa inédita, realizada pelo Programa das Nações Unidas para Desenvolvimento (Pnud), desenhou o comportamento dos pais em relação à responsabilidade com a educação dos filhos. De acordo com a pesquisa, os pais creditam a eles 77,22% da influência sobre desempenho escolar dos filhos.

O estudo, feito em parceria com o Instituto Paulo Montenegro do Ibope e a Faculdade Mackenzie, define e analisa os valores dos brasileiros. Voluntários da ONU passaram por 300 cidades e entrevistaram 4.017 pessoas, das quais a maior parte (62,24%) tinha filhos. O objetivo da análise na área de educação era entender a relação entre valores e os problemas da esfera pública de ensino no Brasil.

Os pais entrevistados pela pesquisa apontaram também que o principal papel deles em relação aos filhos é “ensinar valores” (33,2%), seguido de “assegurar uma educação de qualidade” (27,8%) e “cuidar da saúde e alimentação” (14%).

Apesar de reconhecerem sua responsabilidade em relação à educação dos filhos, uma parte significativa dos pais acredita que é responsabilidade da escola ensinar valores. Para um quarto (24,7%) esse papel deveria ser da escola.

De acordo com o coordenador da pesquisa, Flavio Comim, esses dados revelam que os pais reconhecem a importância do papel deles na educação dos estudantes, mas na hora de dizer quem irá educá-los, tendem a apontar a escola. “Se por um lado mostra o avanço do reconhecimento, por lado os pais dizem ‘o problema não é meu’”, destaca Comim.

Na divisão entre gêneros, a maioria das mulheres (58%) indicou que o papel de ensinar valores é o mais importante. Já a maior parte dos homens (52,5%) acreditam que garantir uma educação de qualidade aos filhos é sua principal tarefa.

Fonte: iG Educação

Nenhum comentário:

Postar um comentário