terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Dirceu diz que mídia é contra regulação por ter medo de novos concorrentes

Reproduzimos abaixo matéria publicada pelo jornal Folha de São Paulo, em 14/12/2010. Para ler e refletir!

O ex-ministro José Dirceu afirmou ontem, no Rio, que "o Brasil precisa entrar no século 21 em matéria de mídia". Para isso, defendeu a criação de um ente regulador dos meios de comunicação.

"Regulação da mídia não é censura à mídia. Regulação como existe nos EUA, na França e na Inglaterra, adaptada às nossas necessidades e pactuada. Não é imposto a ninguém. Nós estamos numa democracia, é o Congresso que aprova, se não pactuar, não construir consensos, não aprova."

O ministro Franklin Martins (Comunicação Social) finaliza um projeto de regulação da mídia para deixar à presidente eleita, Dilma Rousseff.

A Folha revelou que a proposta inclui a criação de uma Agência Nacional de Comunicação, que teria poderes para multar empresas que veicularem programas considerados ofensivos ou preconceituosos.

Para Dirceu, os meios de comunicação são contra a regulação por medo de enfrentar novos concorrentes. "O Brasil precisa de mais meios de comunicação, cada vez mais."

O ex-ministro foi um dos homenageados no prêmio Democracia e Liberdade Sempre, da CUT. O evento também foi um ato de desagravo a Dilma pelo que a entidade viu como "criminalização" de sua luta armada durante a ditadura.

"Nós não pegamos em armas. Quem pegou em armas foram as Forças Armadas, usurpando as armas que a Constituição deu a elas para impor uma ditadura ao país. Nós só resistimos", disse.

Ele saudou ainda a notícia de que Lula irá "expor a farsa do mensalão" após deixar a Presidência. (RODRIGO RÖTZSCH)

Nenhum comentário:

Postar um comentário