quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Educomunicação tem primeiro vestibular com concorrência ainda baixa

A licenciatura em Educomunicação, novo curso da USP, teve uma concorrência de 4,27 em seu primeiro vestibular de 2011. Antes de tecermos qualquer comentário isolado em relação ao número de candidatos/vagas, vale a pena dar uma olhada na concorrência de cursos tradicionais e mais "próximos" - na falta de uma palavra melhor - ao tema da Educomunicação.

Se por um lado a concorrência pode parecer pequena se olharmos para Jornalismo, por exemplo, que ficou com a relação candidato/vaga em 34,36, e o Curso Superior de Audiovisual, com 31,40 por vaga, ao analisarmos a concorrência para Pedagogia, de 5,53; para Letras, de 3,93 e para Artes visuais, de 4,3, temos mais parâmetros para arriscar dizer que a tendência é que, aos poucos, à medida em que a licenciatura em Educomunicação e o conceito se tornem mais conhecidos, a concorrência seja cada vez mais alta e, quem sabe, próxima à de Jornalismo.


Talvez não seja exagero dizer que possa haver até um certo "roubo" de candidatos da Pedagogia e do Jornalismo que sonham em trabalhar na interface entre Educação e Comunicação, mas não sabiam muito bem pra onde dirigir sua vontade.
Especulação? Talvez. Fico mais à vontade em dizer que é apenas um palpite, uma opinião, sem nenhum caráter científico. Esperemos para ver o que vai acontecer no futuro e aí, sim, poderemos discutir com mais profundidade o que as inscrições no vestibular, o andamento da licenciatura em Educomunicação e o movimento dos estudantes entre as áreas tem a nos dizer.

Sorte de quem se inscreveu agora, no primeiro vestibular.

De qualquer forma, cabe àqueles que trabalham com o conceito, estudam a partir dele ou o conhecem, ficar de olho na primeira turma. Há muito o que se analisar!


Cristiane Parente

Nenhum comentário:

Postar um comentário