quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Formação multimídia levada a sério na escola

Munido com um tablet, Felipe Guazzelli, 13, fotografa os eventos do Dante Digital e posta em tempo real na página de Facebook da Dante em Foco. Este já é o segundo ano que ele participa da oficina de mídias digitais e jornalismo do colégio, onde aprende a preparar pautas, escrever reportagens, fotografar, editar filmes e postar seus conteúdos no blog e nas redes sociais, levando em consideração as especificidades destes ambientes virtuais.

“Sempre quis ser arquiteto ou engenheiro, mas agora começo a pensar, também, em ser jornalista”, conta Felipe. Além do desenvolvimento de aptidões jornalísticas, do contato com as mídias e da cobertura dos eventos do colégio, ele destaca a importância de uma “outra aprendizagem”: “Na Dante em foco, aprendi a trabalhar em grupo e o quanto a gente precisa um do outro, e, principalmente, a ter comprometimento: aqui ninguém falta sem avisar, nem tira nota baixa.”

Durante todo o ano letivo, podem participar da oficina alunos do sétimo ano à segunda série do Ensino Médio. A Dante em Foco é somente um dos projetos desenvolvidos e apresentados pelo Colégio Dante Alighieri em seu 9º Dante Digital. O evento reúne pais, alunos, especialistas interessados no uso de tecnologias na educação e empresas parceiras, que apresentam suas inovações tecnológicas para terem suas possibilidades testadas.

Tecnologia para o desenvolvimento
“É uma mostra de como é feita a integração da tecnologia ao currículo no Dante. Para nós, a tecnologia é um pretexto para desenvolver temáticas, promover o desenvolvimento dos alunos e usar a escola de outra maneira, envolvendo também os pais”, afirma a professora Valdenice Minatel, responsável pela organização. Ela conta que o Dante Digital começou como uma exposição muito menor de trabalhos impressos no final de 2000. A tecnologia foi entrando aos poucos para tornar os projetos mais interativos e interessantes, até que em 2006, quando o tema central do evento foi sustentabilidade, a equipe organizadora percebeu que não podia mais continuar imprimindo tanto material e o evento tornou-se ainda mais digital.

Fonte: Instituto Claro/ Texto e Foto: Taiana Ferraz

Nenhum comentário:

Postar um comentário