quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Conheça os palestrantes que estarão na EducaParty, em São Paulo, entre os dias 7 e 10 de Fevereiro

Confira abaixo alguns palestrantes e realizadores de atividades na Educaparty. Considerada uma das grandes novidades da 5ª edição da Campus Party Brasil, a EducaParty é um movimento que pretende aproximar educação e inovações em tecnologias digitais e acontece dos dias 7 a 10 de fevereiro no Anhembi, em São Paulo.
Sua primeira edição aconteceu em Valência, na Espanha, e foi um sucesso. Para a primeira edição no Brasil, a Fundação Telefônica levará cerca de 250 educadores de diferentes cidades brasileiras para desfrutar da intensa programação e também participar de uma programação pensada especialmente para este público.

Se você não conhece, a Campus Party é o maior encontro de comunidades da Internet do mundo. É um espaço pensado para incentivar o compartilhamento, a aprendizagem e a transferência de conhecimentos. Nele, durante sete dias, milhares de participantes acampam em suas barracas, com seus computadores à tira-colo, trocando momentos, idéias e experiências.

Para mais informações: http://blog.campus-party.com.br/index.php/campus-party-brasil/ e
http://educarede.org.br/global/educaparty-brasil/home 



Palestrantes da EducaParty


  • Cristina Kiomi Mori 
Diretora do Departamento de Articulação e Formação da Secretaria de Inclusão Digital do Ministério das Comunicações, doutora na área de políticas públicas pela UnB e mestre em Comunicação pela USP. Já atuou no Ministério do Planejamento e no Projeto Cidade Escola Aprendiz.
  • Jader Gama 
Fundador do Coletivo Puraqué, Santarém, Pará. O coletivo realiza projetos educacionais na área de tecnologia e educação na região. Graduação em Processamento de Dados pela Universidade Federal do Pará, Brasil (2004). Professor Pesquisador do Inclusão Digital da Amazônia, Brasil. Consultor de informática da Prefeitura Municipal de Santarém.
  • Maria Amélia Kuhlmann Fernandes 
Coordenadora do Acessa Escola da Secretaria Estadual de Educação de São Paulo (SEE-SP), profissional da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE).
  • Joana Varon Ferraz 
Integrante do Centro de Tecnologia e Sociedade do curso de Direito da FGV-RJ e  organizadora do livro "Pontos de Cultura e Lan Houses: estruturas para a inovação na base da pirâmide social". Mestranda em Direito e Desenvolvimento pela FGV.
  • Felipe Sanches 
Representante do Garoa Hacker Club, São Paulo. O Garoa Hacker Clube é um laboratório comunitário, aberto e colaborativo, que propicia a troca de conhecimento e experiências através de uma infraestrutura para que entusiastas de tecnologia realizem projetos em diversas áreas.
  • Nelson Pretto 
Professor da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia. Editor daRevista da Faced. É o responsável pela concepção do projeto de inclusão sociodigital denominado "Tabuleiros Digitais".
  • Tel Amiel 
Pesquisador do Núcleo de Informática Aplicada à Educação (NIED) na UNICAMP. Coordena a comunidade Educação Aberta. Doutorado em Instructional Technology pela University of Georgia, Estados Unidos (2006).
  • Regina Helena Alves da Silva
Professora da Universidade Federal de Minas Gerais e atua nos programas de pós-graduação em História e em Comunicação Social. Coordenadora do Centro de Convergência de Novas Mídias - CCNM-UFMG e integrante do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para a Web - INWEB.
  • Lynn Alves 
Professora do SENAI - CIMATEC - Departamento Regional da Bahia (Núcleo de Modelagem Computacional) e da Universidade do Estado da Bahia. Coordena os projetos de pesquisa e desenvolvimento em jogos digitais como: Tríade (FINEP/FAPESB/UNEB), Búzios: ecos da liberdade (FAPESB), Guardiões da floresta (CNPq), Brasil 2014: rumo ao Hexa (SEC-Ba), Games studies (FAPESB), dentre outros. As produções do grupo de pesquisa encontram-se online
  • Luciano Meira 
Professor da UFPE. Graduado em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia do Recife (1984), Mestre em Psicologia Cognitiva pela Universidade Federal de Pernambuco (1987), Ph.D. em Educação Matemática pela University of California at Berkeley (1991). Também apoia projetos em educação e estudos de usabilidade do C.E.S.A.R (Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife).
  • Gustavo Soares Steinberg
Representante do projeto BIG Festival. Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Cinema. Atuando principalmente nos seguintes temas: democracia deliberativa, teoria democrática, eventos midiáticos, integração social, meios de comunicação de massa e sociedade de risco.
  • Juarez Bento da Silva
Responsável pelo projeto RExLab da UFSC. Professor da UFSC. Tem experiência na área de Ciência da Computação, com ênfase em Hardware, atuando principalmente nos seguintes temas: experimentação remota, e-learning, mundos virtuais 3D, ambientes virtuais de ensino-aprendizagem, embedded servers, microcontroladores e monitoramento web.
  • Eveline de Souza Erbele 
Representante do Projeto Um Computador por Aluno (UCA) e do Núcleo de Tecnologia na Educação (NTE) de Ijuí-RS. Realiza projetos de rádio na escola e experimentos em educação e tecnologia para professores.
  • Suintila Valiño Pereira 
Representante do Projeto Educação Unipresente (práticas com celular em Educação de Jovens e Adultos (EJA). Professor de Física para o ensino médio e para a EJA no turno noturno, na Escola Estadual Dona Consuelo Muller, em Campo Grande, MS.
  • Ricardo Poppi
Assessor da Secretaria-Geral da Presidência da República, Portal de Participação Pública. Possui graduação em Ciência Política pela Universidade de Brasília (2010).
  • Daniela Silva 
Representante da Casa da Cultura Digital (Ônibus Hacker). O Ônibus Hacker reúne entusiastas de tecnologia de áreas diversas. Enquanto metade desse ônibus é feita de poltronas, a outra metade é o Hacklounge: um espaço de trabalho, com internet, computadores e outros engenhos tecnológicos.
  • Everton Rodrigues 
Gestor de mobilização e redes sociais do Gabinete Digital do Governo do Estado do RS. Autor do blog Brasil Autogestionário.
  • Mary Grace Martins 
Mestre em políticas públicas para acessibilidade com TIC pela USP. Atualmente é pesquisadora do Núcleo de Aprendizagem Trabalho e Entretenimento (NATE) do Laboratório de Sistemas Integrados (Escola Politécnica da USP) no projeto Um Computador por Aluno (UCA), Consultora do Ministério da Educação, sócio-fundadora do Instituto Paramitas e da Vivência Pedagógica.
  • Vânia Sandeville 
Educadora POIE da EMEF Leonor Mendes de Barros. Integrante do Projeto Minha Terra e autora de trabalho sobre ciberbullying. Autora do blog Lab Leonor Mendes.
  • Carolina Quattrer Pinheiro 
Dinamizadora da UME Avelino Vieira (Organização Aula Fundação Telefônica - Santos -SP). Integrante da Rede Pró-menino de Educadores.
  • Rafael Parente 
Subsecretário de Novas Tecnologias Educacionais SME-RJ. Um dos idealizadores do projeto desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro – SME RJ, intitulado Reforço Digital e o Educopédia.
  • Sabrina Carmona
Coordenadora executiva do CS: Games, Grupo de Pesquisa Semiótica sobre a Linguagem dos Games da PUC-SP. Autora do Planeta Gamer 
  • Elizabeth Dias 
Representante da Escola de Informática e Cidadania do Centro de Apoio Pedagógico às Pessoas com Deficiência Visual de Belo Horizonte - CAP - BH
  • Laís Souza Costa 
Aluna da EMEFM Darcy Ribeiro (São Miguel Paulista – SP), representante da Imprensa Jovem, projeto da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo (SME-SP) que visa promover a formação de professores e alunos em educomunicadores, para integrar as mídias eletrônicas e audiovisuais no currículo da escola.
  • Henry Grazinoli 
Cineasta e escritor. É coordenador das Oficinas Itinerantes de Vídeo Tela Brasil e escreveu o conteúdo e desenvolveu os exercícios do Portal Tela Brasil, da produtora Buriti Filmes.
  • Aluísio Ribeiro Amaral Cavalcante 
Coordenador dos projetos Telinha de Cinema e Telinha na Escola, desenvolvidos em Palmas (TO) e Porto Velho (RO) pela Casa da Árvore Projetos Sociais.
  • José Luis Poli 
Licenciado e Mestre em Matemática, um dos fundadores da Anhanguera Educacional S/A, tendo exercido as funções de Diretor Administrativo, Diretor Acadêmico, Vice Presidente Acadêmico no período compreendido entre 1994 a 2009. Sócio-consultor da empresa IES2 e idealizador do programa PALMA, Programa de Alfabetização na Língua Materna.
  • Rita Bersch 
Fisioterapeuta, pesquisadora da área de Tecnologia Assistiva. Membro do CAT - Comitê de Ajudas Técnicas da Secretaria dos Direitos Humanos da Presidência da República; Coordenadora da disciplina de AEE na Deficiência Física no Curso de Especialização em Atendimento Educacional Especializado da UFC - Universidade Federal do Ceará; Consultora da OEI - Organização dos Estados Ibero-Americanos.
  • Laís Bodanzky 
Diretora da produtora Buriti Filmes. Atua como diretora de cinema e teatro e há 7 anos coordena o projeto Cine Tela Brasil, promovendo o encontro entre cinema e educação nas comunidades de baixa renda. Dirigiu diversos filmes premiados, como “Bicho de Sete Cabeças”, “Chega de Saudade”, entre outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário