domingo, 19 de fevereiro de 2012

Rio será a sede do maior congresso mundial de jornalismo investigativo

Da Folha de São Paulo (Poder, 17/02/2012, Pág. A8)
O Rio será a sede do maior congresso mundial de jornalismo investigativo, em outubro de 2013. O evento deve trazer para a cidade cerca de 1.200 jornalistas, sendo 400 do exterior.
A Rede Global de Jornalismo Investigativo (www.gijn.org) e a Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (www.abraji.org.br) farão seus congressos ao mesmo tempo.
Sem fins lucrativos, as duas organizações têm como objetivo discutir as boas práticas de reportagem.
A Abraji não tem filiação político-partidária, é financiada pelos seus associados e por doações privadas. Não recebe fundos de governos.
A associação completa uma década de existência neste ano e ajudou a criar em 2003 a Rede Global de Jornalismo Investigativo -uma coalizão de associações de repórteres de vários países.
O Congresso Global de Jornalismo Investigativo é realizado a cada dois anos. Em 2011, foi em Kiev, na Ucrânia. Em 2013, ocorrerá pela primeira vez fora da Europa.
Integrante da direção da Rede Global, a Abraji organizará o evento nos dias 12, 13, 14 e 15 de outubro de 2013, nas dependências da PUC-RJ.
Os congressos da Abraji e da Rede Global têm como objetivo promover a troca de experiências sobre investigações realizadas por repórteres de vários países. Os profissionais relatam como produziram suas melhores histórias e compartilham as técnicas jornalísticas empregadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário