terça-feira, 27 de março de 2012

"Da Gazeta à Internet" - Exposição em Paris

Biblioteca Nacional da França inaugura exposição dedicada à História da Imprensa com assessoria da Agência AFP e do Centre de Liaison de l'Enseignement et des Médias d'Information - CLEMI, órgão ligado ao Ministério da Educação e que, em português, significa algo como Centro de Ligação do Ensino e Meios de Informação.


A exposição "La Presse à la Une: De la Gazette à Internet" (A Imprensa na primeira página: da Gazeta à Internet") desdobra-se em quatro grandes vertentes: "Uma história da Imprensa na França", "A fabricação da informação", "Escrever o acontecimento" e "Desafios contemporâneos: imprensa e informação depois da revolução digital". Por enquanto, pode ser vista apenas pelo site da biblioteca. A abertura ao público acontece no dia 11 de abril e ela permanece em cartaz até 15 de julho.


Sua inauguração aconteceu no mesmo período da Semana da Imprensa na França, que movimenta centenas de escolas e veículos de comunicação em torno de debates sobre a imprensa, visita de turmas de alunos a redações, publicações de jornais escolares, programas de tv e rádio com participação de alunos, aulas nas quais professores estimulam uma reflexão sobre a mídia, etc


Importante dizer que a Semana da Imprensa acontece não só na França, mas em todos os países com escolas francesas que funcionam sob o regime de educação francês.


Segundo o professor e pesquisador Manuel Pinto, da Universidade do Minho (Braga/Portugal), a exposição La Presse à la Une: De la Gazette à Internet "na área da história dos media é, sem dúvida, um dos acontecimentos de 2012".


Reproduzimos abaixo trecho de um texto do professor Manuel Pinto relacionado à exposição que vale a pena ser lido: 
"Henri Béraldi foi um crítico de arte francês que escreveu, num livro intitulado "Voyage d’un livre à travers la Bibliothèque Nationale", publicado em 1893, o seguinte: "Não querendo faltar ao respeito devido à Imprensa, é preciso dizer que o jornal é hoje uma praga para a Biblioteca e sê-lo-á ainda mais no futuro". Beraldi queixava-se da quantidade de jornais que, de súbito, tinham começado a chegar às bibliotecas, sobretudo depois de, em 1891, ter entrado em vigor o regime do depósito legal.


Mais de um século depois, a mesma Biblioteca Nacional de França prepara-se para inaugurar uma grande exposição que vai irar partido precisamente das diversificadas e numerosas colecções de jornais e revistas que, deste modo, foram salvaguardadas e são hoje uma fonte importantíssima da memória colectiva". (Manuel Pinto)

Para acessar o site clique AQUI 
Para a consulta de um dossiê de apresentação, clique AQUI. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário