terça-feira, 19 de junho de 2012

Primeiro livro sobre Recursos Educacionais Abertos (REA) no Brasil


Foi lançado em 30 de maio o primeiro livro sobre Recursos Educacionais Abertos (REA) no Brasil. Organizado por Nelson Pretto (UFBA), Carolina Rossini (REA Brasil/GPOPAI-USP) e Bianca Santana (Instituto Educadigital/Casa de Cultura Digital) a obra possui artigos reflexivos e experiências brasileiras na área.

Recursos Educacionais Abertos: praticas colaborativas e politicas públicas trata da questão da educação aberta e dos recursos educacionais abertos. Com a publicação, os autores esperam ampliar o debate sobre os usos da internet nas escolas, da democratização do acesso à internet e aos recursos educacionais a populações de menor renda. A publicação trata ainda das possibilidades da internet contribuir para o desenvolvimento humano, principalmente no direito de todos à aprendizagem ao longo da vida.

Financiado pelo edital de publicações do Comitê Gestor da Internet (CGI) no Brasil e pela Open Society Foundation, trata-se de uma publicação conjunta da EDUFBA e da Casa da Cultura Digital. Cada um dos capítulos aborda o tema de uma perspectiva diferente, prática ou teórica, já que foi produzido de forma colaborativa a partir de uma chamada na comunidade REA Brasil.

Todo o processo de produção foi aberto, com intensivo uso de softwares e fontes livres. Os autores são professores da educação básica, acadêmicos e profissionais da área da educação e das ciências sociais, entusiastas e ativistas da cultura livre e digital, políticos, juristas e gestores públicos.

Além da versão impressa, o livro está disponível em um site na internet (//livrorea.net.br) de forma que todo o conteúdo pode ser baixado, utilizado e remixado à vontade. A EDUFBA é uma das editoras que participa do pioneiro projeto REA Scielo Livros (http://books.scielo.org/) e em breve o livro também estará disponível no site do Scielo.

Para Flavia Rosa, diretora da EDUFBA, “o processo de abertura do acesso ao conhecimento produzido pelas universidades é fundamental para a democratização do conhecimento. No repositório institucional da UFBA já temos mais de 200 livros disponíves para serem baixados integralmente”.

Recursos Educacionais Abertos (REA)
O conceito de recursos educacionais abertos (REA), cunhado pela Unesco em 2002, trata da criação de materiais educacionais abertos “para consulta, uso e adaptação”. “Esse conceito está centrado na ideia dos commons - de que o conhecimento produzido pela humanidade pertence a toda a humanidade - e permite problematizar diversos elementos importantes para que a inovação em rede aconteça nos processos educativos: propriedade intelectual, softwares, conexão de banda larga, educação de professores, material didático, preço, acesso e tantos outros temas e aspectos ligados à questão”, explica Bianca Santana, uma das organizadoras e autoras.

LançamentosEm São Paulo o primeiro lançamento aconteceu no dia 30 de maio, na Casa de Cultura Digital durante o Simpósio Recursos Educacionais Abertos: promovendo o acesso e o intercâmbio de conhecimento, organizado pela Unicamp e pela Casa de Cultura Digital. 

Lançamentos regionais estão previstos durante o mês de junho em diversos locais do Brasil (Rio, Salvador, Brasília) e em Paris, durante o Congresso da UNESCO, que acontecerá de 20 a 22 de junho. No evento em Paris estarão presentes um dos organizadores do livro, Nelson Pretto, e os autores Tel Amiel (Unicamp) Andreia Inamorato (UFF) e Priscila Gonsales (Instituto Educadigital/REA Br).

O Livro

RECURSOS EDUCACIONAIS ABERTOS: práticas colaborativas e políticas públicas
Bianca Santana, Carolina Rossini e Nelson De Luca Pretto - organizadores
Edufba e Casa da Cultura Digital via Maracá Educação e Tecnologias.
ISBN: 978-85-232-0959-9

Sumário

1.      Apresentação - Bianca Santana, Carolina Rossini e Nelson De Luca Pretto
2.      Educação aberta: configurando ambientes, práticas e recursos educacionais - Tel Amiel
3.      REA: o debate em política pública e as oportunidades para o mercado - Carolina Rossini e Cristiana Gonzalez
4.      Educação aberta: histórico, práticas e o contexto dos recursos educacionais abertos - Andreia Inamorato dos Santos
5.      Professores-autores em rede  - Nelson De Luca Pretto
6.      Formatos abertos - Sergio Amadeu da Silveira
7.      REA na educação básica: a colaboração como estratégia de enriquecimento dos processos de ensino-aprendizagem - Lilian Starobinas
8.      Materiais didáticos digitais e recursos educacionais abertos - Bianca Santana
9.      Aberturas e rupturas na formação de professores - Priscila Gonsales
10.  Recursos educacionais abertos na aprendizagem informal e no autodidatismo - Rafael Reinehr
11.  Wikimedia Brasil e recursos educacionais abertos - Heloisa Pait, Everton Zanella Alvarenga e Raul Campos Nascimento
12.  Produção de REA apoiada por MOOC - Marcelo Akira Inuzuka e Rafael Teixeira Duarte
13.  Equilíbrio entre os direitos autorais e as necessidades da educação - Paulo Darcie entrevista Paulo Teixeira
14.  Uma política estadual de REA para beneficiar professores, alunos e o poder público - Paulo Darcie entrevista Simão Pedro
15.  A experiência pioneira do município de São Paulo - Paulo Darcie entrevista Alexandre Schneider
16.  Projeto Folhas e Livro Didático Público - Paulo Darcie entrevista Mary Lane Hutner
17.  A experiência REA em um colégio tradicional da cidade de São Paulo - Paulo Darcie entrevista Valdenice Minatel e Verônica Cannata
Fonte: Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário:

Postar um comentário