segunda-feira, 2 de julho de 2012

Ferramentas digitais em sala de aula: Ganhos ou prejuízos?

Computadores, tablets, celulares e outros recursos ganham as salas de aula no Brasil e no mundo: Tudo é benefício ou há contraindicações?
João Luís de Almeida Machado - CMais / TV Cultura 02/07/2012

Pierre Lévy, um dos mais destacados pensadores sobre cibercultura no mundo, em palestra proferida no Brasil afirma que não há prejuízos. Destaca, por outro lado, que os benefícios, por sua vez, se concretizam de fato se o professor conhece as ferramentas digitais que estão sendo utilizadas.

Tendo em vista a intenção do governo brasileiro de facilitar o acesso do professorado a tablets, assim como o fez com os computadores, o questionamento direcionado a Pierre Lévy tem total fundamento. Lévy, inclusive, prevê que num futuro breve teremos a substituição de cadernos e livros por tablets.

Ter o recurso em mãos e não saber como utilizar o torna tão ineficiente quanto ter um automóvel e não saber dirigir. Não se chega a lugar nenhum. Neste sentido, as ferramentas digitais devem chegar aos professores de todas as escolas, mas antes ou durante este acréscimo a seu arsenal didático, é preciso que aos educadores seja dada a formação, o acesso a textos, as orientações de uso da ferramenta, as aplicabilidades pedagógicas deste instrumento, a indicação de softwares ou aplicativos relacionados a educação...

Quanto aos prejuízos, há que se contabilizar, é certo, alguns que porventura surjam não por conta do acesso as tecnologias de informação, mas por seu uso indevido.

Se o professor não sabe como usar o tablet, de que forma irá ensinar seus alunos a assim fazê-lo? Como poderá ensejar atividades educativas nesta ferramenta? Que aplicativos irá explorar em trabalhos e tarefas? Como fará a necessária conexão entre os temas de sala de aula ou levantados nos demais materiais didáticos e os recursos do tablet?

Se não há plano de voo não será possível chegar. Se não se sabe como pilotar o avião, não haverá nem ao menos a decolagem. Com os tablets ou qualquer outra tecnologia a situação é semelhante.

Abre-se espaço para que o recurso desvie a atenção dos alunos quanto a aula, fazendo com que naveguem por outras páginas e softwares e não relacionando aos conteúdos e temas trazidos pelo professor.

Para tanto, faz-se necessário que o professor, no que tange ao uso dos tablets ou de qualquer outra tecnologia em aula tenha em mente que:

1)     É preciso saber o que é este recurso, como funciona tal equipamento, que recursos estão disponíveis e quais características e funcionalidades desta tecnologia são úteis para seu trabalho.

2)     Os aplicativos ou softwares instalados precisam ser conhecidos quanto ao manuseio, uso e aplicação com foco no trabalho educacional. Ter programas de gravação de áudio, tratamento de fotografias, editoração de vídeos ou produção de roteiros pode ser muito interessante se há um projeto de autoria de filmes relacionados aos conteúdos estudados em andamento.

3)     Planos de ação relacionando aulas, conteúdos, trabalhos, tarefas, projetos, materiais didáticos como livros ou cadernos com as ferramentas digitais é de suma importância. Fazer a lição de casa, neste sentido, para o professor, significa ter anotações claras do andamento do curso e das perspectivas relacionadas à interseção entre tudo o que está acontecendo com o uso das tecnologias.

4)     Todo e qualquer projeto que utilize ferramentas digitais precisa ser bem explicado e ter, ao mesmo tempo, previsão de produção por parte dos alunos. Acesso à informação não significa que se atingiu o conhecimento, como bem afirma o professor Mário Sérgio Cortella, da PUC-SP. O processamento da informação, com auxílio de tecnologias, requer do educando leitura, reflexão, escrita, análise, argumentação, comparação e elaboração de próprio punho.

Há muitos ganhos no uso das tecnologias, mas seu uso requer preparo, estudo e incorporação pensada e gradual, sem sobressaltos e precipitações. Isso evita os erros e desvios ao mesmo tempo em que encaminha para uma jornada mais segura e certa quanto aos resultados obtidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário