sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

A Educomunicação e a Cultura Escolar Salesiana

Dissertação de Mestrado da jornalista Antonia Alves em breve estará disponível na Biblioteca de Teses da USP.

Por enquanto, Antônia disponibilizou o resumo da mesma para os interessados na área de Educomunicação.  



RESUMO
PEREIRA, Antonia Alves. A Educomunicação e a Cultura Escolar Salesiana: A trajetória da construção de um referencial educomunicativo para as redes salesianas de educação em nível mundial, continental e brasileiro. São Paulo, 2012. 292 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Comunicação) – Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo.

metodologia deste estudo empírico-documental se deu por meio de um estudo de caso intensivo da Rede Salesiana de Escolas que investigou o entendimento da maneira salesiana de construir o conceito de Educomunicação a partir do confronto entre suas tradições – especialmente, das necessidades colocadas pela cultura midiática e pelo Sistema Preventivo Salesiano – e as possibilidades oferecidas pelo novo conceito para a renovação da missão institucional.

Sua trajetória demonstra como se deu essa apropriação em nível mundial, continental e nacional, desde que a Proposta de Educomunicação para a Família Salesiana, assessorada Núcleo de Comunicação e Educação da Universidade de São Paulo, fora implantada em suas instituições. 

A proposta educomunicativa chegou ao espaço mundial quando o ramo feminino dessa organização salesiana identificou nele elementos capazes de atualizar seu carisma e método de ensino denominado por Sistema Preventivo, o que possibilitou sua chegada aos cinco continentes.
A esse grupo, juntou-se o ramo masculino da organização para assumiu a educomunicação como política de trabalho a ser implantado nas escolas do continente americano durante o encontro continental de escolas que se realizou em Cumbayá, Equador (2001).
Este fato possibilitou o surgimento da Rede Salesiana de Escolas no Brasil.
A pesquisa visa investigar como se deu essa apropriação conceitual e se teve igual força nas escolas gerenciadas pelos Salesianos e Salesianas.
Sete anos após (2008), a rede de escolas continental continuou aprofundando essa perspectiva em torno do que chamou “fato educomunicacional”.
Em 2010, a rede brasileira assume e socializa para as escolas do Brasil a literatura produzida pelas Salesianas sobre o conceito e prática da Educomunicação, promovendo no mesmo período cursos de formação para seus educadores.

A pesquisa conclui que os avanços registrados foram significativos, levando em conta a mobilização em torno do processo de reflexão e suas ressonâncias em torno da práticas verificadas tanto na produção literária – documentos sobre o conceito e sua inserção no material didático a serviço da Rede Salesiana de Escolas – quanto na mídia salesiana que circula informações sobre a difusão do conceito nas práticas salesianas ao redor do mundo.
A investigação também demonstra que o conceito não está sendo imposto pelas lideranças do sistema educativo, mas construído de acordo com o entendimento que a organização vai obtendo em seu percurso reflexivo e prático.
Sendo esta a primeira pesquisa que traça o percurso da Educomunicação no espaço de um sistema internacional de ensino, o trabalho apresenta elementos que podem ajudar na implementação do conceito em ambientes de redes complexas de educação formal.

Palavras-chave: Educomunicação, Ecossistemas comunicativos, Rede Salesiana de Escolas, Comunicação e Educação, Pedagogia da Comunicação

Fonte: http://www.educomunicacao.jor.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário