segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

A saga de um casal em busca de quem faz o bem pelo mundo

Em janeiro de 2011, Iara e Eduardo Xavier começaram a viajar o mundo para encontrar iniciativas de amor ao próximo. O projeto "Caçadores de bons exemplos - A vida é uma viagem" já passou por 11 estados brasileiros


Uma jornada de cinco anos pelo mundo para descobrir histórias de pessoas que fazem a diferença. Esse projeto, chamado “Caçadores de bons exemplos - A vida é uma viagem”, foi abraçado pelos administradores Iara Xavier, 32, e Eduardo Xavier, 44, em janeiro de 2011. De lá para cá, já foram percorridos 11 estados brasileiros e vistas pelo menos 400 instituições.


O casal, natural de Minas Gerais, está no Ceará desde o início de janeiro. Passou por instituições como Rede Tucum, Teia Solidária, Estação Luz e Casa da Esperança. Entretanto, a metodologia da expedição não delimita quais locais serão vistos nos estados. “Não fazemos pesquisas para mapear quais projetos se destacam no nosso destino”, diz Iara. Segundo ela, ao chegar, o primeiro passo é procurar um local seguro para armar a barraca (sim, eles dormem em uma barraca acoplada ao carro). Em seguida, é hora ir para o meio da rua e indagar aos passantes quem é um bom exemplo na cidade. “No começo, as pessoas não entendem bem. Temos que explicar o objetivo”, lembra. Nos fins de semana, são postados textos e fotos sobre os locais visitados em blogs e redes sociais.
Para viabilizar a expedição, eles venderam apartamento, doaram os móveis e as roupas, abandonaram os empregos. “Nossa família achou uma loucura. Mas, não, é sanidade completa. O que ganhamos todos os dias convivendo com essas pessoas não tem preço”, pontua Iara. Ela e o marido tentam fazer visitas aos familiares a cada três meses. “Nem sempre é possível. O custeio da expedição veio da venda dos nossos bens. Tentamos economizar ao máximo. Inclusive, cozinhamos dentro do carro.”
Até agora, o casal percorreu 104.464 km em 11 estados (Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Sergipe, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Ceará). O próximo destino é o Piauí. No Brasil, a expedição será encerrada em dezembro de 2014. O último ano do projeto está reservado para o Exterior, passando pela América Latina e América do Norte. “Depois embarcaremos o carro em um contêiner e vamos seguir para Europa e Ásia”, adianta Iara.
Em Fortaleza, um das ações visitadas foi a Elos da Vida. Fundada em 2001, trabalha com inclusão social e projetos artísticos para portadores de necessidades especiais. “Temos dança para cadeirantes, cursos, artes plásticas. As atividades começaram com um grupo de voluntários na periferia”, explica a diretora técnica Neise Távora.
A Catavento Comunicação e Educação, projeto que atua com formação radiofônica, também recebeu o casal. Atualmente, a ONG oferta oficinas para professores da rede pública sobre técnica, linguagem de rádio, notícia, radiodrama e edição de áudio. “Usamos a mídia radiofônica como instrumento aplicado à educação. Esse trabalho dá muita esperança para as pessoas”, diz a coordenadora pedagógica da Catavento, Marilac Souza. (Isabel Costa)
O quê
ENTENDA A NOTÍCIA
Os Caçadores de Bons exemplos iniciaram a expedição em janeiro de 2011. O objetivo é encontrar instituições que trabalham pelo bem coletivo. Projeto já passou por 11 estados brasileiros.
SERVIÇO
Mais sobre o projeto
Telefone: (37) 9904 9070
Skype: avidaeumaviagem
Moradia e projetos visitados
1) Para viajar, Iara e Eduardo Xavier utilizam um carro. A barraca serve de moradia nas paradas; 2) A Casa da Esperança trata crianças autistas e existe desde 1993. 3) Criada para ajudar meninos em situação de risco, a organização já tem 16 anos de existência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário