domingo, 10 de março de 2013

Produtores ou usuários de novas plataformas?


O desafio de novos espaços para que os jovens sejam produtores de novas tecnologias e não apenas consumidores, permeou o debate do GT3, com o tema Convergências de Plataformas Digitais, no Seminário Internacional Infância e Comunicação. As contribuições deste contexto vieram de práticas e pesquisas diferenciadas, como o trabalho apresentado por Jorge Baxter, diretor de Educação do Sesame Workshop, do programa Vila Sésamo, o programa de TV mais pesquisado do mundo; ou a pesquisa sobre uso da internet por crianças de diferentes faixas etárias na Comunidade Europeia.

Para Rafael Obregón, chefe da área de Comunicação para o Desenvolvimento da UNICEF, as evidências e as lições que as novas oportunidades geradas pelas tecnologias apresentam para as comunidades e as crianças, acompanham os projetos da UNICEF desde 2011. Ele citou experiências no Kenia e no Brasil com diversos temas. “Buscamos mostrar assim como a comunicação pode contribuir para mudanças de atitudes”, afirmou.

Brian O’Neill, diretor da Escola de Comunicação do Instituto de Tecnologia de Dublin – EU Kids Online, na Irlanda, apresentou alguns dados de uma pesquisa sobre o uso da internet pelas crianças e seus pais, com base em 25 mil entrevistas em 25 países da Europa, inclusive a Turquia.

A experiência de Vila Sésamo atraiu a atenção, principalmente pela preocupação de reviver experiências culturais próprias de cada comunidade. “Para nós é importante entender as crianças, os meninos e as meninas. Começamos sempre a identificar as necessidades de desenvolvimento dos públicos aos quais nos dirigimos. Depois definimos as oportunidades”. Há um forte trabalho investigativo e de pesquisa, explicou.

Ao final do debate a reflexão, compartilhada por todos, foi a da necessidade de encontrar caminhos para estes jovens, que já nasceram com a cultura digital, de desenvolverem novas plataformas em seus países e comunidades. O desafio, segundo o consenso no grupo, é o de os adolescentes passarem de usuários a sujeitos e produtores de novos conhecimentos.


Fonte: Blog da ANDI (http://blog.andi.org.br/produtores-ou-usuarios-de-novas-plataformas) 07/03/2012 

Nenhum comentário:

Postar um comentário