terça-feira, 15 de outubro de 2013

Crianças do DF pedem escolas coloridas e jornais com desenho sobre infância

Escolas mais coloridas, ônibus escolar menos cheio e jornais com desenhos e menos notícias sobre violência são alguns dos anseios de crianças brasilienses, de 4 a 6 anos de idade, ouvidas para construção do Plano Distrital pela Primeira Infância. O documento preliminar foi lançado neste sábado para consulta pública e fica disponível para contribuições da sociedade até o dia 22 deste mês.

De acordo com a Secretaria da Criança do Distrito Federal, o plano prevê a formulação de políticas públicas para crianças até 6 anos. O objetivo da medida é garantir os direitos na primeira fase da vida.

"Ainda não tinha um plano organizado para essa etapa da vida das crianças no DF. Com a medida, vamos monitorar as políticas públicas para garantir a execução das metas. A essência dele é a garantia do bem-estar da criança, o fortalecimento de vínculos afetivos e preservar o direito de brincar da infância", explicou a secretária da Criança, Rejane Pitanga.

As crianças participaram da construção do plano com metodologia específica, criada para fazer a consulta, por meio de rodas de conversas, entrevistas, brincadeiras, oficinas lúdicas e fotografias. O documento é focado em 13 metas gerais que incluem as áreas de saúde, cultura, diversidade, educação, igualdade racial e mais seis metas construídas pelas próprias crianças.

O plano está previsto para ser lançado no dia 10 de dezembro e terá duração de dez anos. Entre os itens propostos estão a garantia da saúde às crianças, o estímulo à educação infantil e a ampliação da oferta dos serviços de proteção social básica. (Agência Brasil)

Nenhum comentário:

Postar um comentário