Postagens

Mostrando postagens de 2009

"100 leituras online que farão de você um professor melhor"

O título acima é bem ousado. Mais ousado ainda será o educador que encarar o desafio proposto pelo site Best Universities, que sugere a leitura de 100 livros para que um educador se torne um profissional melhor.
Há publicações diversas que vão de tecnologias a necessidades especiais. Todas em inglês.
Topa o desafio? Basta clicar aqui

Tirinhas na sala de aula

Imagem
Cinema, vídeo, televisão, jornal são bons parceiros na sala de aula. As tirinhas/HQs também são muito usadas por educadores para estimular a criatividade e a autoria dos alunos, a leitura crítica e também gramática, vocabulário... e uma língua estrangeira, como é o caso que vamos citar.


O Departamento de Espanhol da Universidade de Nottingham, por exemplo, tem usado muito os quadrinhos em suas aulas. O livro que estamos mostrando é o Avance, de Concha Moreno, Victoria Moreno y Piedad Zurita. As páginas têm uma historieta de Quino (acima) usada para que os alunos pratiquem seu vocabulário e fluência ao criarem o final para a história, e várias quadros desordenados (abaixo) para que os alunos coloquem em ordem e descrevam as situações.


Abaixo, o desenho do artista cubano Ajubel ajuda os alunos a uma primeira aproximação com as formas do imperativo e subjuntivo espanhóis.



Mas há também quadrinhos maravilhosos para ensinar história. Abaixo, alguns exemplos de publicações estrangeiras. Mas vo…

A guerra civil espanhola vista pelas crianças

Imagem
Todas as guerras são cruéis. Quando há morte, violência, dor ninguém é vitorioso.
Isso se aplica ainda mais quando crianças perdem seus pais, sua inocência e são vítimas constantes da violência física e simbólica dos conflitos armados e guerras em todo o mundo.


Um pouco do horror da guerra civil espanhola foi retratato por crianças em desenhos que foram reunidos em uma exposição no Museu Reina Sofía, em Madri, Espanha. Cerca de 1172 desenhos feitos na época do conflito e que foram adquiridos pela biblioteca nacional espanhola puderam ser vistos pelo público. Um verdadeiro tesouro que mostra a guerra sob outra perspectiva e olhar. O nome da exposição foi "A PESAR DE TODO DIBUJAN: LA GUERRA CIVIL VISTA POR LOS NIÑOS".


Biblioteca Nacional da Espanha: http://www.bne.es/esp/actividades/apesardetododibujan.htm
Fonte: http://filocomic.blogspot.com/search/label/Guerra%20Civil%20Espa%C3%B1ola

Mafalda no metrô de Buenos Aires

Imagem
Mafalda acompañará a los viajeros que vayan de la Estación Perú (línea A) a la Estación Catedral (línea D) en el subte de Buenos Aires. No vendrán mal unas cuantas dosis de Mafalda para sobrellevar la rutina diaria. Quino inauguró el mural, realizado en cerámica, que mide más de 15 metros de largo y metro y medio de ancho.
Fonte:http://filocomic.blogspot.com/search/label/Argentina

Homenagem

Imagem
Quem for a Buenos Aires pode ver a escultura da personagem de quadrinhos Mafalda instalada na porta do prédio onde morou Quino (seu criador), e que serviu de cenário para muitas das cenas protagonizadas pela menina e sua turma.

Com um vestido verde, ela está sentada em um banco de praça junto a um uma vereda recém pintada, na esquina das ruas Chile e Defensa, no bairro La Boca. Na residência do autor, será fixada uma placa comemorativa: "En esta casa «vivió» Mafalda".
Fonte: http://www.quino.com.ar/

Fosso entre a cultura dos media e a cultura escolar

Kirsi Pohjola, da Universidade finlandesa de Kuopio, pede, no diário Helsingin Sanomat, uma melhor integração do quotidiano mediático das crianças na vida escolar:

"Un fossé s'est creusé entre la culture médiatique des jeunes et la pratique du texte linéaire de l'école. Il ne s'agit pas seulement d'un éloignement entre deux mondes textuels, mais aussi d'un fossé entre deux modes de vie. Dans le pire des cas, les élèves n'acquièrent pas des connaissances de façon naturelle, pour eux-mêmes et pour leur temps. Au contraire, en dehors de l'école, ils sont obligés de laisser de côté une grande partie de ce qu'ils y ont appris. Dans la vie professionnelle, on exige en revanche des fonctions appartenant typiquement à leur culture médiatique, comme de faire plusieurs choses simultanément, la capacité de passer rapidement d'un sujet à un autre, l'implication de soi et un comportement faisant appel aux affects. … Il n'est pas étonnant que les enfa…

Boletim O Educomunicador - 54

Imagem
Para acessar o boletim "O Educomunicador" na íntegra, basta ir até o site do Núcleo de Comunicação e Educação da USP, no site www.usp.br/nce

Gil... e o jornal

O jornal
Gilberto Gil


Um jornal é tão bonito
Um jornal é tão bonito
Tudo escrito, tudo dito
Tudo num fotolito
É tão bonito um jornal

Vigilantes do momento
Senhores do bom jargão
Façam já soprar o vento
Seja em qualquer direção
Que o jornal é a matéria
E o espírito do mundo
Coisa fútil, coisa séria
Todo escrever vagabundo

Um jornal é tão diverso
Um jornal é tão diverso
Tudo impresso, tudo expresso
Tudo pelo sucesso
É tão diverso um jornal

Não importa a má notícia
Mas vale a boa versão
Na nota um toque de astúcia
E faça-se a opinião
De outra feita, quando seja
Desejo editorial
Faça-se sujo o que é limpo
Troque-se o bem pelo mal

Um jornal é tanta gente
Um jornal é tanta gente
Tudo frio, tudo quente
Tudo preso à corrente
É tanta gente um jornal

Um que dita, um que escreve
Um que confessa, um que mente
Um que manda, um que obedece
Um que calcula, um que sente
Um que recebe propina
Um que continua honesto
Um puxa-saco dos fortes
Um que mantém seu protesto
Um que trafica influência
Um que tem opinião
Um jornalista de fato
Um rato de r…

Jornal e Educação na África do Sul - Parte 2

Jornal e Educação na África do Sul - Parte 1

Oficina de jornal e educação com educadores da África do Sul.

Jornal e Educação na Colômbia

Estudantes e educadores da Colômbia falam sobre o jornal na sala de aula!

Newspaper in Education

O vídeo abaixo, em inglês, mostra depoimentos de educadores que usam jornal com seus alunos para leitura, autoria, relação entre o conteúdo da aula e o contexto em que vivem...
Enjoy it!!!


Projetos de Educomunicação

Veja texto do site Ciranda.Org sobre projetos de Educomunicação no Brasil e conheça mais sobre a teoria e a prática desse conceito!

A Educomunicação é realizada em todo o mundo como meio de transformação social.
Aqui você encontra experiências no Brasil da utilização da comunicação como ferramenta de educação.

AMAZÔNIA
* Agência Uga-Uga de Comunicação
O Projeto Escola Cidadã foi criado com o objetivo de capacitar, em metodologias de educomunicação, professores e alunos da rede pública de ensino de Manaus para a melhoria do ensino-aprendizagem.O primeiro tablóide escolar produzido por adolescentes e jovens, o Jornal Uga-Uga originou-se do Projeto Jornal na Escola, uma ação desenvolvida, em 1997, tem como objetivo desenvolver uma ferramenta de comunicação gerenciada por jovens e adolescentes da rede pública de ensino de Manaus e voltada para esse mesmo público.http://www.agenciaugauga.org.br/

CEARÁ
* Com Cultura - Comunicação e Cultura
O Comunicação e Cultura tem como missão atuar em escolas -…

R$ 70 mil para produções audiovisuais infantis

Imagem
"Estão abertas as inscrições para o edital Curta Criança 2010, do Ministério da Cultura. A seleção vai apoiar com R$ 70 mil a produção de 13 obras inéditas de curta metragem com temática voltada à infância, dos quatro aos oito anos. Com duração de 12 minutos, a obra pode ser de ficção, documentário ou animação. Os interessados têm até o dia 25 de janeiro para confirmar participação.

De acordo com o edital, o argumento utilizado deve desenvolver histórias para crianças, sem obrigatoriedade de protagonismo infantil em cena. No caso de projetos do gênero documentário, as seguintes categorias deverão ser contempladas: como as coisas são feitas; natureza e animais; o mundo que nos cerca; e histórias de vida de crianças.

Os projetos deverão ser inscritos por pessoas físicas que detenham os seus direitos autorais nas condições de roteirista, produtor, diretor, ou que cumulativamente apresentem-se em tais condições na obra proposta. Todos os projetos selecionados serão submetidos à Oficina…

Mídia na sala de aula

Graça Caldas, no artigo Mídia, Escola e Leitura Crítica do Mundo, afirma que:
"Certamente, não se trata, apenas, de ensinar os professores a lerem os jornais, mas sobretudo de possibilitar a eles, num primeiro momento, uma leitura do mundo para melhor compreenderem, eles próprios, o poder da mídia e o papel ocupado pelos diferentes veículos no espaço público. Só então poderão fazer a leitura crítica da mídia e, conseqüentemente, ensinar os alunos a pensarem, refletirem sobre os conteúdos noticiosos e, então, desenvolverem formas autônomas de pensar o mundo". (CALDAS, 2006, p.4)

Educação para a mídia

“A educação para os meios ou alfabetização midiática compreende a capacidade de analisar criticamente os meios e de expressar-se e produzir mensagens com eles. Quer dizer, há que incidir na educação sobre os meios e, nos meios, estabelecendo uma interação que implique: por um lado sua análise e conseqüente reflexão; por outro, um uso criativo, que os transforme em instrumentos expressivos”. (José Luis González Yuste)

Pesquisador Guillermo Orozco fala sobre mídia de qualidade para crianças e adolescentes

A 4ª Cúpula Mundial de Mídia para Crianças e Adolescentes, que aconteceu em abril de 2004, no Rio de Janeiro, e foi promovida pela MultiRio * (entre outros parceiros), trouxe ao país educadores, pesquisadores e profissionais da indústria global de mídia para debater mídia de qualidade para crianças e adolescentes.

Entre outros, estiveram presentes Néstor Garcia Canclini e Ana Maria Machado, bem como um dos grandes pesquisadores de comunicação e educação da América Latina, o mexicano Guillermo Orozco que me concedeu uma entrevista. Ele definiu o que seria um bom programa de TV voltado para o público infanto-juvenil e disse que a globalização, mais do que nunca, impõe a necessidade de promover e garantir o respeito às diferenças. Confira abaixo:

Cristiane Parente de Sá Barreto– O que faz um programa de TV - para crianças e adolescentes - ser de qualidade?
Guillermo Orozco Gómez - O tema qualidade é bastante relativo. Para mim, um programa de qualidade seria aquele que levasse em conta o m…

Jovens e produção textual

Em materia do suplemento Megazine do jornal O Globo (19/05/2009), a produção textual escrita da juventude deste final de primeira década do século XXI, foi colocada em xeque. Textos condensados, ultra sintéticos, abreviados, “econômicos” são questionados e seus suportes são, de certa forma, responsabilizados pelo fracasso da produção textual de jovens em exames como os vestibulares, ENEM e similares. Sem pretender satanizar ou santificar o MSN ou até mesmo o mais jovem e vertiginoso parente das novas ferramentas de comunicação – o Twitter – volto com uma reflexão que pode contribuir, ao menos, para que não nos desesperemos com a ideia de que a palavra escrita está morrendo: por que os sites de relacionamento não podem prescindir da palavra escrita?

Mesmo podendo estabelecer conversas com imagem e som (bastando uma webcam, microfones e caixas de som) ainda assim, o diálogo escrito é líder de audiência em sites de relacionamento. Creio que isso se deva a uma virtude ímpar da aliança entr…

Crianças de rua em música

Música de Pedro Guerra, cantor espanhol com uma extrema sensibilidade e belas letras. A que compartilho com vocês é sobre crianças nas ruas. No vídeo ele canta com a cantora mexicana, nascida nos EUA, Julieta Venegas. Para quem gostar e quiser conhecer mais sobre Pedro Guerra seu site é o www.pedroguerra.com

Niños
Pedro Guerra

A 30 pisos de altura frente a la playa de copacabana
La calle huele a humedad a fruta sexo bronceador cachaza
A 30 pisos de altura veo la vida que me mira y pasa
Bebiendo agua de coco frente a la playa de copacabana

Cuando den las diez no volveran a casa
Se quedaran ahi no volveran a casa
Cuando den las diez los niños de la playa
Se quedaran ahi no volveran a casa

Coro:
Como los coches luz de farola
Como los gatos y las baldosas
Como las tiendas y los buzonesComo basura por los rincones
Como los perros intentando vivir, viviendo

Desde la asfixia y la altura veo el temor de la ciudad dormida
Nada se intuye en el aire de la violencia en la que todo gira
Colombia avanza y el mundo n…

País não tem indicador de alfabetização

Garantir o direito da alfabetização na idade correta a todas as crianças é um grande passo para o sucesso escolar. Para verificar e acompanhar esse direito, são necessários dois indicadores: o primeiro para verificar se a conclusão da 2ª série/3º ano está ocorrendo na idade correta; e o segundo para medir a qualidade dessa alfabetização. O primeiro pode ser obtido a partir das PNADs – mas, para o segundo, ainda não há um indicador nacional para mensurar a qualidade da alfabetização. Para falar sobre esse importante tema, o movimento Todos Pela Educação entrevista Ruben Klein, especialista em avaliação e consultor da Cesgranrio. Para ele, o Brasil perdeu este ano uma grande chance de incorporar ao Saeb/Prova Brasil uma avaliação da alfabetização dos alunos da 2ª série/3º ano do Ensino Fundamental.

Durante a entrevista, Klein explica como seria a construção de um indicador para o acompanhamento da Meta 2 e por que a Provinha Brasil não pode ser considerada uma avaliação externa. O Ensino…

Eu, você, todos pela Educação - 3

Eu, você, todos pela Educação - 2

Cúpula Mundial de Mídia para Crianças e Adolescentes

A próxima Cúpula Mundial de Mídia para Crianças e Adolescentes acontecerá em 2010 na Suécia. Tive o prazer e a alegria de acompanhar a Cúpula de 2004, no Rio. Foi uma experiência maravilhosa! Veja abaixo o relato da professora Regina de Assis, uma das promotoras da Cúpula no Brasil, sobre o que é esse movimento.

"O movimento das Cúpulas Mundiais de Mídia para Crianças e Adolescentes começou em 1992 pela iniciativa de duas experientes produtoras de programas de TV para crianças - Anna Home, então na BBC inglesa, em Londres, e a Dra. Patrícia Edgar, então presidente da Australian Children´s Television Foundation/ACTF, em Melbourne, na Austrália.

Esta decisão foi tomada durante um Encontro do Prix Jeunesse na Alemanha, após o qual foi criada a World Summit on Media for Children Foundation/ WSMCF. Na ocasião, decidiu-se realizar Cúpulas Mundiais a cada três anos. A primeira aconteceu em 1995, em Melbourne na Austrália; seguindo-se a de Londres, em 1998; depois a de Tessalônica, na Gré…

Eu, você, todos pela Educação - 1

O ator Alexandre Borges é o protagonista do novo filme da mobilização Eu, Você, Todos Pela Educação que começou a ser veiculada na TV Globo.

Futuro do leitor ????

Um vídeo muito engraçado se aproveita do termo help desk para mostrar nosso futuro ou passado, quem sabe? : )

Obs: Para quem não conhece, Help Desk é o profissional que presta serviço de apoio a usuários para resolução de problemas em informática. Ou ainda um conjunto de orientações para a utilização de um programa ou realização de um curso... Exemplo: você está fazendo um curso online e tem algum problema, então, você procura o help desk para ajudá-lo a resolver tudo. Fonte: Site Leitura Crítica

Formação de professores chilenos em educação para a mídia

Formación de docentes chilenos en educación en medios

Este artículo aborda la segunda parte de un estudio realizado por el equipo de Comunicación y Educación de la Facultad deComunicaciones de la Pontificia Universidad Católica de Chile.Se investigaron los conocimientos, actitudes, formación y práctica respecto a la Educación en Medios de los docentes chilenos de Lengua Castellana y Comunicación. Los resultados de este análisis alertan sobre la necesidad de una formación docente en este tema y hace una propuesta concreta de criterios que orienten la formación continua de profesores.

Palabras claves: Educación en medios, formación continua de docentes, competencias mediáticas.

Desde la conferencia de 1982 en Grünwald, Alemania,la UNESCO ha hecho ver la necesidad de una Educación en Medios, idea que cobró aún más fuerza en la conferencia de 1999, organizada en Viena (Educating for the Media and the Digital Age), donde se consideró lo siguiente: «la Educación en Medios forma parte del derec…

Domínio Público - Machado de Assis

Domínio Público - William Shakespeare