Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2011

Festival de Quadrinhos na França

Imagem
Começou no dia 27 e prossegue até 30/01 o Festival Internacional de la Bande Dessinée d'Angoulême (Festival Internacional de Quadrinhos de Angoulême), na França, considerado a maior festa de quadrinhos da Europa. Criado em 1974 o evento terá apresentação e palestras de autores, exposições de desenhos e obras, oficinas e premiações.

O site oficial do festival (em francês, com opção de visualização em inglês) dá uma ideia do tanto de opções culturais que os participantes podem ter acesso. Imperdível para os fãs de quadrinhos e uma ótima oportunidade para ver as novidades desse gênero.
Mais informações: www.bdangoulemepro.com/

Seis princípios para Educação para a Mídia, segundo David Gauntlett

Imagem
Compartilhamos abaixo artigo de David Gauntlett, que sugere seis princípios para uma educação para a mídia. O artigo foi publicado no site do Manifesto for a Media Education.

Six principles for media education David Gauntlett Professor of Media and Communications at the University of Westminster
What is media education for? At the school level, we hope that it can help students to deal with the vast array of media messages, services and tools which they encounter every day. It can help them to understand the context in which these things have been developed, who offers them, and why; and can encourage students to use the services and tools in adventurous ways.
At university level, media courses are often oriented towards ‘getting a job in the media’. This is less straightforward than it used to be, compounded by the fact that media employers often say that they don’t necessarily want someone who has ‘only’ studied the media, and would be happier with a specialist in History, English Lite…

Henry Jenkins fala sobre Media Education

Imagem
Compartilhamos abaixo artigo de Henry Jenkins sobre Media Literacy para o Manisfesto for Media Education, do Reino Unido.

From New Media Literacies to New Media Expertise: “Confronting the Challenges of a Participatory Culture” Revisited Henry Jenkins
Provost’s Professor of Communications, Journalism, and Cinematic Art at the University of Southern California
The past few decades have represented a phase of profound and prolonged media change of a kind seen only a few times in human history — roughly comparable to the changes set into motion by the emergence of the printing press or the explosion of new media technologies in the late 19th and early 20th century. The invention and ongoing reinvention of digital and mobile communications media has resulted in the experience of constant cultural churn, as part of the ongoing process by which society adjusts to their affordances and capacities.

The result has been a hyperconsciousness about the nature of media and mediation as people have pro…

No meio do caminho tinha uma pedra....e poesia também!

Imagem

Programa Mon Journal Offert, da França

O programa Mon Journal Offert, do Ministério da Cultura e da Comunicação da França, em parceria com as empresas jornalísticas locais, dá gratuitamente a jovens de 18 a 24 anos uma assinatura anual de um jornal (um dia na semana). A ideia é estimular que aqueles jovens que estão saindo da casa dos pais, começando sua vida profissional, percebam a importância do jornal e de estar bem informados.

O vídeo abaixo foi produzido pelo jornal Ouest France, um dos mais respeitados jornais locais franceses, que também faz parte do Mon Journal Offert. Ao todo, cerca de 200 mil jovens franceses têm seu jornal toda semana por causa do programa. E os jornais, por sua vez, capricham naquele dia em que o jornal vai para os jovens, criando, inclusive, suplementos, páginas e matérias especiais que devem interessá-los, como mercado de trabalho, estágio, postura em entrevistas de emprego, etc.

Já pensou se no Brasil tivesse algo parecido?

Fil'gouv

Crianças iniciam curso na Casa Amarela Eusélio Oliveira, em Fortaleza

Imagem
Compartilhamos abaixo matéria publicada no jornal O POVO, de Fortaleza, sobre turma de crianças aprendendo a fazer cinema de animação!

Uma turma de 10 crianças e adolescentes, de 8 a 16 anos, iniciaram nesta segunda-feira, 24, o Curso de Cinema de Animação, promovido pelo projeto Cine Coelce. O grupo vai aprofundar, em oficinas realizadas na Casa Amarela Eusélio Oliveira, os conhecimentos sobre animação, utilizando diversas técnicas, como colagem e stop motion.

As aulas acontecem até o dia 24 de fevereiro, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 12h. As crianças recebem transporte e lanche durante todo o período do curso.

As crianças foram escolhidas entre 200 participantes das oficinas de animação que aconteceram nos meses de novembro e dezembro do ano passado, em 10 bairros carentes de Fortaleza e da Região Metropolitana.

Em sua quarta edição, o projeto já beneficou mais 800 crianças e adolescentes. Esta é a primeira turma a utilizar os novos equipamentos de computação gráfica do Núcleo d…

Educomunicação - da teoria à prática

"Educomunicação, para quem ainda não sabe, é um novo campo de atuação, uma nova área de estudo que busca utilizar a comunicação e as suas ferramentas ou mídias: internet, rádio, televisão e cinema para práticas educativas. Mas não é só isso: ela existe em decorrência de uma tradição latino-americana que busca promover o direito universal à expressão, numa perspectiva dialógica, através da formação de ecossistemas comunicativos abertos e participativos em espaços destinados à educação".

Assim se expressa a paulistana Camila Santos, no post "Educomunicação: uma revolução no espaço escolar", do seu blog "Exagerado é Apelido". E para aprofundar os pressupostos, o alcance e as práticas associados ao conceito nada melhor do que ouvir o nome que é talvez a referência mais importante da Educomunicação no Brasil, Ismar Oliveira Soares.

O post é uma entrevista com este professor e pesquisador da Universidade de São Paulo.Vem a propósito dar conta de um artigo relaci…

Educomunicação: É possível dialogar com as mídias?

Veja entrevista de Ismar de Oliveira Soares a Ana Luiza Basilio, do portal NetEducação, publicada em 2010. Ele explica o que é a educomunicação e como as práticas influenciam o protagonismo da sociedade.
Ismar é Doutor em Ciências da Comunicação, com pós-doutorado junto à Marquette University, Milwaukee; Jornalista, doutor em comunicação pela ECA/USP e fundador do NCE/USP.

Por Ana Luiza Basilio

O esforço de aproximar a educação dos meios de comunicação se faz presente na vida de Ismar de Oliveira Soares há pelo menos 40 anos. A iniciativa data da década de 70, quando, a convite de escolas de formação de normalistas percorreu os Estados de Minas Gerais e Espírito Santo discutindo com as futuras professoras a influência da TV sobre crianças e jovens. A leitura crítica da mídia não era, contudo, o único ponto de interesse de Ismar em relação à comunicação. Voltava-se também ao uso sistemático da produção dos veículos de informação em suas ativi…

VIII Encontro Nacional de História da Mídia

Imagem
O VIII Encontro Nacional de História da Mídia acontece em Guarapuava (PR), de 28 a 30 de abril de 2011. O tema central é "Público e Mídia: perspectivas históricas" e a promoção é da Associação Brasileira de Pesquisadores de História da Mídia (ALCAR), em parceria com a Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO). As incrições para trabalho estão abertas.
1. GRUPOS TEMÁTICOS (GTs) E COORDENADORES
História do Jornalismo
Coordenadores: Ana Paula Goulart Ribeiro (UFRJ) – apgoulart@terra.com.br e Igor Sacramento (UFRJ) – igorsacramento@gmail.com
Ementa: História do jornalismo: aspectos teóricos e conceituais. Estudos de jornalismo: aspectos históricos. Os jornais como lugares de construção historiográfica. Os jornais como objeto de estudos históricos. Aspectos da conformação do campo profissional. A trajetória histórica do jornalismo e dos jornalistas no Brasil. Estudos de caso referentes a espaços sociais e veículos determinados. Os jornais como fonte historiográfica.

História d…

Instituto Gens promove curso de Educomunicação

De 26 a 30 de janeiro acontece, em São Paulo, o curso de formação em educomunicação - módulo rádio, promovido pelo Instituto Gens de Educação e Cultura.
Todas as informações estão em http://educomunicacao.org.br/

Instituto GENS de Educação e Cultura - Consultoria e assessoria em Educação, Educomunicação, Cultura e Filosofia fundada em 1988. Em 1995 cria, desenvolve e mantém até 2004, como uma ação sem fins lucrativos, o Projeto Cala-boca já morreu – uma proposta de Educação pelos meios de comunicação, do qual, atualmente é instituição apoiadora e parceira.
Projeto Cala-boca já morreu – Organização não-governamental, fundada em 2004, voltada para o intercâmbio científico sobre educação, comunicação, cultura, saúde e meio ambiente.
Desenvolve oficinas de produção coletiva de comunicação, documentação e registro audiovisual e cursos de formação em Educomunicação, em parceria com o Instituto GENS de Educação e Cultura.

O peso da mídia na formação da criança

Imagem
Artigo de Márcia Pimentel - Publicado no site da Multirio

Cresce, a cada ano, o número de reclamações da sociedade relativo à programação televisiva, segundo Domingos Sávio Dresch da Silveira, procurador da República da IV Região e membro do grupo de trabalho de Comunicação Social da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão. A maior parte das reclamações recai sobre conteúdos e imagens considerados violentos, ou que abordam temas sexuais e de nudez tidos como incompatíveis com a programação infanto-juvenil prevista na Declaração dos Direitos da Criança e do Adolescente da Organizaçâo das Nações Unidas (ONU).
Tais reclamações sobre os conteúdos, que supostamente deveriam ser restritos ao público adulto, não parecem intempestivas. Em tese de doutorado, defendida em 2006, o procurador Domingos da Silveira contabilizou que os filmes com restrição, veiculados no horário reservado ao público infantil, superavam em mais de 50% os sem restrição, fato que indicaria "forte tendência de t…

I Encontro Consumo, Cultura e Sociedade: Consumo e crises em Portugal - Abordagens e Perspectivas com chamada de papers aberta

Imagem
Nos dias 8 e 9 de abril acontecerá na cidade de Porto, Portugal, o I Encontro Consumo, Cultura e Sociedade: Consumo e crises em Portugal - Abordagens e Perspectivas. A promoção é da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, com organização das professoras Isabel Cruz (ISFLUP) e Mónica Truninger (ICS-UL). Veja abaixo a apresentação do evento, públicada no site oficial.
Vários cientistas sociais e investigadores têm trabalhado sobre as sociedades de consumo, centrando-se analiticamente nalgumas das suas principais características: o aumento exponencial de bens e serviços; os novos padrões de consumo; uma democratização de bens e produtos; a quebra de costumes e instituições; a diversificação de valores e comportamentos; a extensão dos direitos sociais; novas formas de lazer; o incremento de processos de individualização e estetização bem como dos valores hedonistas junto do consumidor (Warde, 1997; Sassatelli 2007, Featherstone, 1991). Nestas sociedades, o consumo é uma das principai…

Buscador infantil brasileiro bloqueia conteúdo inadequado

Imagem
Tem buscador novo na rede. É o Zuggi, voltado pra crianças. O visual é bonito e atrativo, mas vamos ver se ele vai ser eficiente para ajudar a meninada em suas buscas. Só o tempo dirá. De qualquer forma, a promessa do site de buscas é bloquear conteúdos inadequados, o que já é uma certa garantia de segurança para os pais. Pelo menos na hora da busca, porque depois que as crianças entram no site escolhido para a pesquisa, há hiperlinks e outras portas de saída para o mundo virtual que fogem do controle do buscador, lógico. O que reforça, sempre, a importância dos pais acompanharem a navegação de seus filhos e conversarem abertamente sobre os perigos da internet. Vejam abaixo matéria publicada no Portal Terra sobre o Zuggi.

Por Douglas Ciriaco - Portal Terra
A princípio, a única diferença do Zuggi para outros buscadores é o seu visual inusitado, mas que provavelmente vai agradar ao público alvo. O site é voltado para crianças e está repleto imagens que remetem à infância e cores chamativa…

Universidade do Minho será sede do Congresso Nacional Literacia, Media e Cidadania

Imagem
A Universidade do Minho, que fica em Braga, Portugal, realizará o primeiro Congresso Nacional Literacia, Media e Cidadania nos dias 25 e 26 de março (2011).

De acordo com o site oficial do congresso, os objetivos são os seguintes:
Promover a formação de cidadãos esclarecidos e críticos face aos media e ao ecossistema mediático; Incentivar a interacção entre os media e as instituições educativas e culturais; Contribuir para a inscrição da educação para os media e a literacia digital na agenda pública; Valorizar a participação dos cidadãos na vida democrática tirando partido das novas plataformas digitais e redes sociais; Reflectir sobre a relevância da literacia mediática para a qualidade e a produtividade no trabalho; Favorecer a inserção da educação para os media no currículo escolar e a utilização dos diferentes tipos de meios como recurso educativo; Estimular a inovação nos métodos e conteúdos da aprendizagem, em contextos formais e não-formais de educação; Divulgar e fomentar a in…

De Quanta terra necessita um homem...

Imagem
Abaixo, resenha do jornalista Carlos Ely, do nosso "blog-irmão" Nona Arte, sobre o livro "Cuánta tierra necesita un hombre", conto de León Tólstoi.
O escritor russo León Tolstoi é mundialmente reconhecido por seus romances “Guerra e Paz” e “Anna Karenina”, que o elevaram ao Panteão dos maiores nomes da literatura universal. O que a maioria das pessoas desconhece é que, além dos romances, Tolstoi também era um autor de contos geniais... Sua visão critica sobre o ser humano o levou a abordar em curtas histórias temas como a ambição, o conflito de classes, a guerra, o sentido da vida, entre outros assuntos de caráter filosófico.

Um dos contos mais celebrados de Tolstoi é “De Quanta Terra Necessita um Homem”. O texto chegou a ser saudado por ninguém menos que James Joyce, como “uma das melhores histórias jamais escritas”. O artista espanhol Miguel Ángel Díez partiu deste conto de Tolstoi para criar uma excelente novela gráfica lançada no ano passado, na Espanha (o livro …

Consultor Carlos Seabra responde internautas pelo Formspring do Instituto Claro

Reprozimos abaixo algumas questões que internautas fizeram ao consultor Carlos Seabra no espaço Formspring do Instituto Claro. O tema era: "Como as tecnologias potencializam a aprendizagem”. Mensalmente um especialista - da área de educação, tecnologia ou empreendedorismo - é convidado para responder sobre um tema escolhido no Formspring. Carlos Seabra foi o convidado de dezembro/2010. Ele é consultor e coordenador de projetos de tecnologia educacional e redes sociais e autor de diversos artigos, softwares e sites educacionais. Veja abaixo a conversa entre Seabra e os internautas! Leia mais em: http://www.formspring.me/institutoclaro

Obs: Não colocamos os nomes das pessoas que fizeram as perguntas, já que elas foram direcionadas ao Instituto Claro. Reproduzimos apenas perguntas e respostas que podem ser do interesse dos leitores do blog. Desde já, parabenizamos o Instituto Claro pela iniciativa.
Por gentileza, como potencializar o ensino através da tecnologia, para o público mais c…