Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2011

A criança na TV brasileira

Imagem
Dia 11 de Agosto é o Dia da Televisão, por isso, resolvemos compartilhar com vocês alguns textos produzidos pela RevistaPontoCom para lembrar a data e nos fazer refletir sobre esse veículo de comunicação. Esperamos que eles sirvam de inspiração para bons debates! Por Marcus Tavares - RevistaPontoCom

Quem estuda a televisão comercial aberta brasileira garante que não é de hoje que a sua programação é alvo constante de preocupação de pais e educadores. Um bom exemplo, levantado por Mário Fanucci, no livro Nossa Próxima Atração (Editora Edusp), data de 1951. Depois de um ano da chegada da TV ao país, a direção do Canal 3 TV Tupi-Difusora já recebia cartas de telespectadores. Uma delas trazia o seguinte trecho: Desde que compramos uma TV não sabemos mais o que fazer para as crianças irem para a cama no horário a que estavam acostumadas. Se a gente deixa, elas ficam grudadas na televisão até o último programa. Vocês não têm alguma idéia para ajudar os pais desesperados. Na década de…

Livros para uma vida

Imagem
Dezoito educadores selecionaram 204 obras essenciais para serem lidas do Ensino Infantil ao Ensino Médio. Veja no site do Projeto Educar para Crescer, da Editora Abril, e acrescente livros que não estão na lista, mas você acha que valem a pena serem lidos: http://educarparacrescer.abril.com.br/livros/index.shtml

As novas solidões

Imagem
Compartilhamos dica de leitura do colega Eduardo Jorge, coordenador do programa Público na Escola, do jornal Público, de Portugal. Ele nos sugere o livro As Novas Solidões, de Marie-France Hirigoyen. Leia a resenha abaixo!
Por Eduardo Jorge - Em As novas solidões (Vale de Cambra: Caleidoscópio, 2011), Marie-France Hirigoyen, uma psiquiatra, psicanalista e terapeuta familiar, conhecida, sobretudo, por ser autora de livros sobre assédio no trabalho e no quotidiano, dá conta de um paradoxo: vivemos na era da comunicação, mas, de facto, estamos todos mais sós.
A autora julga que “a solidão nem sempre é percepcionada como tal, porque pode ser disfarçada por encontros, agitação, ocupações profissionais”. Diz ela que “algumas pessoas, não suportando confrontar-se com o silêncio, preenchem-no com rádio ou televisão e vêem o que quer que lhes apareça à frente. São os mesmos que de seguida telefonarão a alguém ou ligarão o computador para conversar em chats durante toda a noite. Com u…

Un estudio sobre internet en las aulas

Un estudio sobre internet en las aulas. ¿Qué nos dicen los profesores de secundaria sobre el uso de estos recursos en sus prácticas? Artigo de Elena Ramirez, Isabel Cañedo, María Clemente, Jesús Jiménez e Jorge Martín, da Universidad de Salamanca, publicado na Revista Iberoamericana de Educación - OEI
Introducción La introducción de las tecnologías de la información y la comunicación (TIC) en los centros escolares ha generado bastantes expectativas en torno a la transformación que pueda operarse en la enseñanza del currículo. Este trabajo estudia cómo los profesores de enseñanza secundaria están incorporando a sus prácticas algunas de estas tecnologías, en concreto los recursos asociados a Internet.  Nos interesa examinar cuáles son los recursos que se introducen, cómo se implementan y, sobre todo, cuáles son las razones que explican su incorporación en las clases, valorando simultáneamente si ello se asocia a cambios en el desarrollo del currículo.
La explicación de la introducción del …

Castells propõe outra democracia

Imagem
Por Antônio Martins, do site Outras Palavras Artigo republicado no "Nós da Comunicação" e agora neste blog "Mídia e Educação"- 20/07/2011
Estranha Europa. No terreno dos direitos sociais e da política institucional, um passo atrás sucede o outro, numa espiral descendente que parece não ter fim. Na última semana, a Itália promoveu nova rodada de privatizações e ataques ao estado de bem-estar social (entre outros pontos, acabou a gratuidade das consultas médicas com especialistas, na rede pública de saúde).
Medidas semelhantes têm sido adotadas há pelo menos um ano e meio, desde que o continente decidiu cobrar das sociedades o desfalque provocado nas finanças públicas pelo socorro aos bancos… As eleições, que deveriam corrigir tais retrocessos, parecem impotentes. Os partidos com chances reais de chegar ao poder igualaram-se, ao aderirem a um ‘pensamento único’ que nunca ousa tocar os lucros do sistema financeiro. A esquerda mais radical parece, como tantas vezes, incap…

Cineclube nas escolas do Rio

Imagem
Compartilhamos entrevista feita pela RevistaPontoCom com Adelaíde Léo, responsável pelo projeto Cineclube nas Escolas, desenvolvido pela Gerência de Mídia Educação da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro. Esperamos que a leitura seja inspiradora!
 Adelaíde Leo e Luciana Bessa, coordenadoras do projeto Cineclube na Escola
Desconstruir a ideia de que a presença de filmes na escola limita-se ao puro entretenimento ou ao simples pretexto de ensinar determinado conteúdo. Esta é a proposta do projeto Cineclube nas Escolas, desenvolvido, desde 2008, pela Gerência de Mídia Educação da Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro. Dos 50 espaços iniciais, o projeto, hoje, está presente em 210 unidades.
“É necessário entender o cinema e a produção audiovisual como importantes caminhos para a ampliação de conhecimentos e do patamar cultural dos estudantes. Por meio de acervos de DVDs com curtas, médias e longas e de livros sobre a sétima arte, os alunos mais do que veem…

Alma suburbana

Imagem
O filme Alma Suburbana é o primeiro longa-metragem produzido por um professor da Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro, com a participação de alunos da oficina de vídeo do Núcleo de Arte Grécia.  Através de depoimentos de Eryk Rocha, filho de Glauber Rocha, Luiz Carlos da Vila, Marcelo Yuka, Antônio Ernesto, entre outras personalidades, o professor Luiz Claudio Lima e seus alunos retrataram não só o subúrbio carioca, mas a cultura presente em cada esquina, rua e, principalmente, na alma do suburbano. (Dica da RevistaPontoCom)

Dos baby boomers às gerações X e Y

Por Ricardo Zeef Berezin
Do portal IDG Now

A palestra do professor Graeme Codrington na InTouch 2011 – evento organizado pela Amdocs, provedora de soluções em software para empresas de telecom – se não foi a mais aplaudida, foi, de longe, a mais bem humorada. Sua apresentação, na semana passada, sobre as gerações Y, X e Baby Boomers, motivou gargalhadas de muitos dos presentes, talvez identificados com as situações que descreveu. “Vocês são daqueles que só assistem DVDs quando seus filhos estão em casa, por não conseguirem mexer no aparelho? E não é nem uma questão de fazê-lo tocar a mídia, o problema é encontrar o controle remoto correto. E na hora de aprender a usar um smartphone novo, vocês leem o manual? Eles nem vêm mais com manual! Ou vocês o entregam aos jovens para que, 15 minutos depois, eles voltem para explicar direitinho o que fazer?” Logo no começo da exposição, Condrington exibiu uma cena do filme De Volta Para o Futuro. Primeiro porque o futuro do qual o longa…

Congresso Educação Midiática e Competência Digital acontece em Segóvia, Espanha, em outubro

Imagem
El Congreso Educación Mediática y Competencia Digital tendrá lugar el 13-14-15 de octubre de 2011 en Segovia, España.
Informaciones: www.educacionmediatica.es





O que você espera da vida?

Imagem
Tirinhas da Mafalda para reflexão: Você espera ou faz acontecer?! Você só reclama o tempo todo da qualidade de alguns serviços ou vai além das reclamações e busca os órgãos responsáveis, faz denúncias e procura soluções? Nossa postura diante da vida faz toda a diferença na sociedade. Como você tem trabalhado o tema da cidadania entre seus alunos e /ou filhos?

Redes e Comunidades – Ensino-Aprendizagem pela Internet

Imagem
Abaixo, nosso olhar (não científico) e primeiras impressões sobre o livro "Redes e Comunidades – Ensino-Aprendizagem pela Internet", de Jaciara de Sá Carvalho, publicado pela Editora Instituto Paulo Freire e que faz parte da série Cidadania Planetária.(Cristiane Parente) Boa leitura!
Um livro simples, mas não simplista. Gostoso de ler e esclarecedor. Acessível a qualquer pessoa. Uma porta aberta pra que tanto educadores já acostumados ao mundo virtual, quanto aqueles que estão pensando em aderir agora, possam conhecer melhor os meandros das redes e comunidades de aprendizagem e saber como aproveitá-las melhor. Mais do que isso, um livro que mostra as diferenças entre elas e que surgiu após o mestrado de Jaciara de Sá Carvalho, na Faculdade de Educação da USP, sob orientação do Profº Dr. Nilson José Machado.
Jaciara inicia seu percurso trazendo ao leitor alguns aspectos das culturas e valores do ciberespaço, citando autores como Piere Lévy, Postman e Castells, ressaltando que nã…

A SIP divulga no seu web site o CD com as canções do seu concurso musical

Imagem
As 15 canções finalistas do concurso de canto “Doe sua voz aos que não têm voz”, organizado pela SIP (Sociedade Interamericana de Imprensa)como parte da sua campanha internacional contra a impunidade nos crimes contra jornalistas estão reunidas em um CD virtual que pode ser acessado pelo público emwww.impunidad.com.
Esse projeto é parte da campanha de conscientização da SIP para os jovens sobre as consequências da violência contra a liberdade de expressão e de imprensa.
O presidente da SIP e presidente do jornal Siglo 21 de Guatemala, Gonzalo Marroquín, destacou a alta qualidade das canções vencedoras e a generosidade da Fundação John S. e James L. Knight que desde 1995 apoia economicamente o Projeto contra a Impunidade nos crimes contra jornalistas. “Sem esse apoio teria sido impossível realizar esse concurso”, acrescentou.
Os vencedores dos três primeiros lugares foram: “No temas”, da cantora e compositora argentina Juliana Castro; a canção “Que no te incomode incomodar”, da uruguaia L…

Conhecimento - Para refletir com Calvin

Imagem

50 razões para ter o Facebook na sua sala de aula

Imagem
Compartilhamos, para reflexão, texto do Blog OnlineCollege sobre as razões para se usar um Facebook na escola. A dica de leitura foi do nosso colega português Tito de Morais, da cidade do Porto/Portugal. Boa leitura!At its start, Facebook was once exclusively for college students. But as it has grown in popularity and become adopted by everyone from grad students to grandmas, its usefulness has grown, too. Educators are beginning to realize the powerful potential that Facebook has in the classroom, not as a distraction, but as a collaborative learning tool. While some schools and instructors may be wary of inviting such a temptingly fun procrastination platform into their classrooms, others have seen great benefits in using social media. In fact, teacher Elizabeth Delmatoff in Portland saw a 50% increase in grades after implementing a social media program in her classroom. How can Facebook benefit your class? Read on to find 50 ways. 1. Facebook is fun: Almost every student is famil…