Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2011

Para Entender as Mídias Sociais

Imagem
"Para entender as mídias sociais" é nome de um e-book e também de um blog homônimo que foi produzido de forma colaborativa por professionais e pesquisadores da área. Você pode baixar o e-book pelo Issuu, 4shared, Scribd ou Slideshare. O e-book é gratuito, possui textos curtos que abordam temas transversais ao universo das redes de relacionamento e o objetivo é estimular o debate e o compartilhamento de boas práticas.


Para fazer download do e-book, basta clicar aqui: http://paraentenderasmidiassociais.blogspot.com/2011/04/download-do-ebook-para-entender-as.html

Direito à comunicação é destaque entre as propostas na 2ª Conferência Nacional de Políticas Públicas de Juventude

Imagem
Por Paulo Lima Entre as 26 propostas, resoluções e moções aprovadas na 2ª Conferência Nacional de Políticas Públicas de Juventude destacam-se algumas ligadas ao exercício ao direito humano à comunicação.
No eixo 1, Desenvolvimento Integral, por exemplo, a proposta 6 trata da criação e implementação do Plano Nacional de Comunicação e Juventude que contemple a “criação e ampliação de Centros de Comunicação Popular, Telecentros, pontos de acesso público e o fomento da produção de mídias alternativas como: programas de rádio, TV, mídias impressas, rádios escolares e comunitárias, internet etc., com prioridade para os/as jovens como proponentes e produtores, incentivando preferencialmente mídias produzidas a partir da metodologia de educomunicação, garantindo a expansão do acesso e a inclusão digital no campo e na cidade, ampliando o sinal de internet (banda larga) e telefonia, valorizando a cultura regional e garantindo a formação de educadores da rede pública para tratar dessa questão nas …

YouTube lança serviço exclusivo para escolas

Imagem
YouTube for Schools vai reunir vídeos educativos de temas como história e matemática, filtrando conteúdos que são considerados motivos de distração dos alunos.
São Paulo - O YouTube lança uma ferramenta, o YouTube for Schools, que ajuda professores e estudantes no aprendizado. O portal reúne vídeos educativos de temas como história e matemática e filtra conteúdos que são considerados motivos de distração dos alunos.
Ele foi criado por causa da demanda de professores e escolas dos Estado Unidos. "O YouTube para as escolas é uma solução técnica para permitir que as escolas que possuem acesso restrito ao YouTube acessem", diz Angela Lin, chefe do YouTube EDU. 

Para ajudar a equilibrar o conteúdo, o YouTube trabalhou com professores e 600 organizações, como o Smithsonian e TED para selecionar o conteúdo disponível. Há também mais de 400 playlists classificadas por disciplinas.

Os professores podem sugerir novas listas e comentários para ajudar a integrar ainda mais o YouTube em sala…

Livros de Educomunicação podem ser baixados gratuitamente em site da rede CEP

Imagem
Você sabe o que é Educomunicação? Para que você conheça o conceito e veja se pode realmente chamar o que faz de Educomunicação ou considerar-se um Educomunicador, que tal baixar gratuitamente livros de Educomunicação no site da Rede CEP (Rede de Comunicação Educação e Participação)?!
Você pode ter acesso às seguintes obras:
1 -EDUCOMUNICAR - Comunicação, Educação e Participação no desenvolvimento de uma educação pública de qualidade
A Rede CEP, com apoio do Instituto C&A e do Unicef, lançou a publicação “Educomunicar:Comunicação, Educação e Participação no desenvolvimento de uma educação pública de qualidade”. Trata-se de uma coletânea de relatos de experiências das organizações da rede, e dos desafios que elas encontram para sensibilizar o poder público da importância da comunicação, educação e participação na construção de políticas.
2 -MÍDIA E ESCOLA - Perspectivas para Políticas Públicas
Livro lançado pelo Unicef e Rede CEP (por Fernando Rossetti, com a colaboração de Alexandre Le …

Montevideo recebe ALAIC 2012 - XI Congresso Latinoamericano de Investigadores da Comunicação em maio

Imagem
Montevideo recebe ALAIC 2012 - XI Congresso Latinoamericano de Investigadores da Comunicação em maio. 


A Associação Latinoamericana de Investigadores de Comunicação (ALAIC) tem como missão promover o desenvolvimento da investigação da comunicação na América Latina e consolidar uma comunidade acadêmica que produza em condições de liberdade, qualidade e colaboração permanente.

Sua visão é ser um espaço plural e dinâmico institucional dedicado ao desenvolvimento crítico do conhecimento científico, assim como a produção, a discussão e a difusão do pensamento sobre a comunicação na e sobre a América Latina.


Os grupos temáticos são:



GT 1 - Comunicación Intercultural y Folkcomunicación GT 2 - Comunicación Organizacional y Relaciones Públicas GT 3 - Comunicación Política y Medios GT 4 - Comunicación y Educación GT 5 - Comunicación y Salud GT 6 - Economía Política de las Comunicaciones GT 7 - Estudios de Recepción GT 8 - Comunicación Popular, Comunitaria y Ciudadanía

Sur le journalisme – About Journalism – Sobre jornalismo

Imagem
Nova revista científica internacional, intitulada Sobre jornalismo, será lançada em 2012. Sobre jornalismo é um periódico peer-reviewed, de acesso livre, com versões electrônica e impressa. O dossiê que integra a primeira edição abordará a entrevista qualitativa de pesquisa com jornalistas.


A chamada de trabalhos está aberta para dois temas:
-As fontes e os fluxos de noticias
Coordenadores : Eric Lagneau, Jérémie Nicey, Michael Palmer, Franck Rebillard.
As novas formas da imagem sobre atualidade
Coordenadores : Annelise Touboul et Jean-François Tétu


Os editores da revista são: François Demers (Université Laval, Canada), Florence Le Cam (Université Libre de Bruxelles, Belgique), Fabio Pereira (Universidade de Brasilia, Brasil) e Denis Ruellan (Université de Rennes 1, France).


Informações: http://recherche.telecom-bretagne.eu/labo_communicant/surlejournalisme/?cat=39

Educomunicação ainda não é valorizada para combater evasão no ensino médio

Imagem
Portal Aprendiz - Desirèe Luíse (05/12/2011)

Apesar do avanço, na última década, do uso de linguagens de comunicação na educação, a chamada educomunicação ainda não é valorizada pela maioria das escolas e secretarias de ensino no país. A conclusão é de um debate do III Encontro Brasileiro de Educomunicação, realizado na Universidade de São Paulo (USP), na última semana.

"Na educação formal é mais difícil a educomunicação estar presente. Já a não formal é mais flexível para abarcá-la. Gostaria que escolas e secretarias sentissem que ela é muito importante para combater a evasão. A entrada do aluno na escola é quase universalizada, mas a saída é o problema”, analisou o secretário-executivo da Rede Comunicação, Educação e Participação na Escola e na Comunidade (CEP), Alexandre Sayad.
Mais de quatro mil escolas do Mais Educação – programa do governo federal de educação integral – escolheram o “trabalho de jovem com mídia” na hora de compor seus currículos optativos, no contraturno das a…

Especialização lato sensu em Educomunicação na ECA/ USP

Imagem
O novo Curso dirige-se a profissionais de nível superior das diferentes áreas do saber, capacitando-os para, a partir de um planejamento articulado das diversas mídias, compor estratégias globais de Educomunicação

Os profissionais interessados em especializar-se na área de Educomunicação terão agora uma nova opção: o Curso de Especialização em Educomunicação, oferecido pelo Departamento de Comunicações e Artes (CCA) daUniversidade de São Paulo. O curso, com duração de três semestres, começa a partir de março de 2012 e disponibiliza 60 vagas, dependendo para isso apenas da aprovação da Reitoria da USP. A sua versão final aprovada será divulgada assim que for acatada pelos órgãos competentes da USP. No entanto, a apresentação do Programa do Curso se dará no III Encontro Brasileiro de Educomunicação, a realizar-se no próximo dia 02 de dezembro, ocasião em que realizaremos a pré-inscrição dos interessados. Parta tanto, você deverá se inscrever no evento, através do site www.cca.eca.usp.br/…