Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2011

¿Se acerca el fin de la TV masiva?

Imagem
Compartilhamos entrevista a Mário Carlón publicada no SUR, edição 138, de 9 de janeiro de 2011. Boa leitura!

Por Sebastián Feijoo
Entrevista: Mario Carlón, semiólogo e investigador. La creciente caída de audiencia de los canales de aire y los fenómenos que atraviesan al medio

La televisión manda. Emite, se reproduce, se multiplica. Invade otros medios y encandila. ¿Cuántos programas de radio leen y releen las grillas de rating, se trenzan en arduos debates sobre si tal o cual programa midió más o menos de lo que debería y tantos oyentes siguen esas exposiciones y hasta se suman a las acaloradas interpretaciones? La televisión de aire hasta cierto punto es cada vez menos masiva –nuevos formatos en cable, internet y hasta la piratería de películas erosionaron su caudal histórico– y, sin embargo, parece día a día más presente e invasiva. Impone agenda, es más autorreferencial que nunca y traslada contenidos a otros espacios –diferentes programas del canal de origen del producto, competidore…

Skills for the Job: Digital literacy

Imagem
Young people are becoming increasingly reliant on digital media
Compartilhamos entrevista do site Children & Young People Now sobre Digital Literacy!
By Tim Davies - Children & Young People Now
22 February 2011


Youth professionals need to embrace digital media and new technologies in order to support young people, writes Tim Davies.

What is digital literacy?
A lot of what we hear about young people and the internet is focused on e-safety. But digital literacy is about a lot more than that. Digital literacy involves being able to navigate the digital world - making the most of the many opportunities it provides for accessing information, creating connections, having a say, being part of communities and developing skills and knowledge for now and for the future.

Developing young people's digital literacy needs professionals to engage with the online world - supporting young people to move beyond narrow use of a few social networking websites or apps - to discover the full potenti…

Mário Kaplún fala sobre Novas Tecnologias

Imagem

Facebook é para adultos?

"Para Michelle Obama, a resposta é sim. A primeira dama dos EUA declarou recentemente que não permite que suas filhas de 12 e 9 anos tenham acesso a uma conta no Facebook. O fato de ser mulher de Barack Obama, torna Michelle uma das mães mais influentes do mundo, mas a proibição não parece surtir efeito para além dos muros da Casa Branca.

De acordo com pesquisas realizadas pela Pew Internet Research mais de 90% dos jovens entre 12 e 17 estão conectados à internet e desses 73% fazem uso de redes sociais como o Facebook. A questão que acompanha esta proibição gira em torno de qual a idade ideal para o uso das redes sociais: 13,14, 15? Mas será esta a questão mais importante?

Alguns especialistas argumentam que a idade não é importante mas a questão está em encontrar o equilíbrio entre o uso das redes sociais e os relacionamentos vividos cá fora. Para outros, tal como Andrew Keen, a questão reside em como as redes sociais minam a privacidade das crianças, pois muitas crianças e, men…

Livro sobre Educomunicação reúne 15 especialistas no tema

Imagem
Nossa sugestão de livro é "Educomunicación: más allá del 2.0", da Gedisa Editorial. Veja a descrição oficial da editora:

Este libro reúne quince especialistas de Latinoamérica y de España que abordan temáticas vinculadas a la relación educación/ comunicación en el contexto de la cultura digital. Participan Roberto Aparici, de España; Delia Crovi, de México; Jorge Huergo, de Argentina; Joan Ferrés, de España; José Antonio Gabelas, de España; Agustín García Matilla, de España; Alfonso Gutiérrez Martín, de España; Mario Kaplún, de Uruguay; Ismar de Oliveira, de Brasil; Guillermo Orozco, de México; Sara Osuna, de España; Daniel Prieto Castillo, de Argentina; María Teresa Quiroz Velasco, de Perú; Carlos Scolari, de España y Carlos Valderrama, de Colombia.

Educomunicación: más allá del 2.0 no es una obra cerrada. Autores y editorial deseamos dialogar con los lectores y deseamos, también, que éste sea el inicio de contribuciones, discusiones y debates sobre la educomunicación en el c…

Mario Vargas LLosa: História feita pelo povo

Imagem
História feita pelo povo Por Mario Vargas Llosa - O Estado de S.Paulo 20/02/2011 O movimento popular que sacudiu países como Tunísia, Egito e Iêmen e cujas réplicas chegaram a Argélia, Marrocos e Jordânia é o mais completo desmentido de quem, como Thomas Carlyle, acredita que "A história do mundo é a biografia dos grandes homens". Nenhum caudilho, grupo ou partido político pode se atribuir esse levante social sísmico que já decapitou as satrapias tunisiana de Ben Ali e egípcia de Hosni Mubarak, colocou à beira do colapso a iemenita de Ali Abdullah Saleh, e provoca calafrios nos governos dos países onde a onda convulsiva chegou mais fraca como na Síria, Jordânia, Argélia, Marrocos e Arábia Saudita.
É óbvio que ninguém podia prever o que ocorreu nas sociedades autoritárias árabes e que o mundo inteiro e, em especial, os analistas, a imprensa, as chancelarias e centros de estudos políticos ocidentais ficaram tão surpresos com a explosão sociopolítica árabe como ficaram com a queda…

Escola nos EUA usa GPS para que alunos não 'matem' aula

Imagem
A escola Anaheim Union, localizada no distrito de Orange, Califórnia, vai lutar contra evasão escolar e formação de gangues de uma maneira inusitada. Os alunos que faltarem três vezes sem justificar terão que usar um aparelho de GPS.
O estudante que gosta de 'matar' aula terá que fazer um registro com um código no rastreador cinco vezes ao dia, como se fosse um login. A primeira é ao sair de casa, depois ao chegar à escola, na hora do intervalo, quando estiver indo para a casa e a última às oito horas da noite. Os alunos também terão o auxílio e a observação de um responsável três vezes ao dia para evitar que faltem. Por enquanto, 75 alunos de sétima e oitava série receberão o rastreador para testarem por seis semanas. O programa custou em torno de US$ 18 mil. Depois da avaliação inicial, representantes do distrito irão decidir se o programa será expandido para outros colégios, segundo a Fox News.
Vai a nossa questão para reflexão: Não seria melhor se perguntar por que os alun…

Crianças e TV em livro

Imagem
Tem livro novo no mercado para quem estuda a relação mídia-educação e, mais especificamente, crianças e TV. É "Los niños y el negocio de la televisión - Programación, consumo y lenguaje", de Pilar Fernández Martínez; Ignacio Blanco Alfonso; Margarita Garbisu Buesa e outros. tem 234 páginas e custa 20 euros.

Descrição da editora: Los niños y el negocio de la televisión. Programación, consumo y lenguaje se adentra en las relaciones existentes entre comunicación e infancia desde una doble perspectiva: comunicativa y lingüística.
En esta obra, los autores abordan asuntos como: —La familia en el proceso de recepción televisiva infantil. —La oferta televisiva para el público infantil. —La influencia de la televisión en la adquisición del lenguaje. —Qué es lo que, en realidad, ven nuestros niños en televisión y la influencia que dichos programas tiene en su formación.

El estudio concluye con un estudio de caso en el que se realiza un análisis lingüístico y de contenido sobre una de las se…

Só lembrando: Congresso Literacia, Media e Cidadania

Imagem
O I Congresso Literacia, Media e Cidadania da Universidade do Minho, acontece nos dias 25 e 26 de março, em Braga/Portugal! Veja matéria publicada no jornal O Público sobre o evento e anúncio televisivo sobre o congresso.

Congresso defende educação para os média
Por Isabel Teixeira da Mota - O Público - 16/01/2011

Em Portugal "não existe formalizada e generalizada uma educação" que forneça consciência crítica relativamente aos média. A afirmação é da investigadora Sara Pereira e surge no contexto da preparação do congresso "Literacia, Media e Cidadania".

Em face da preponderância cada vez mais acentuada dos meios de comunicação social na vida das pessoas (sobretudo da televisão e da internet nos mais diversos dispositivos), tem surgido maior preocupação com o que se chama "educação para os média" ou "literacia mediática", destaca a investigadora da Universidade do Minho (UM), e justifica-se que se proceda a uma educação sistemática nesta área.

"…

Alunos tornam-se sujeitos políticos a partir do resgate de suas origens

Imagem
É possível despertar o senso de pertencimento dos alunos resgatando suas origens e utilizando o que é produzido cotidianamente por eles, como música, poesia e desenhos. Dessa maneira, os estudantes são capazes de se afirmarem como sujeitos políticos.

A conclusão é da dissertação de mestrado da psicanalista Maíra Ferreira, defendida na Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FE-USP). A pesquisadora realizou seu trabalho na Escola Municipal de Ensino Fundamental Alcântara Machado, localizada na favela Real Parque, em São Paulo (SP).
De acordo com a pesquisadora, a comunidade é emblemática, porque os moradores são herdeiros de indígenas Pankararu e afrodescendentes do sertão de Pernambuco. No entanto, os estudantes não conheciam a cultura de seus antepassados. “Porque a cultura escolar negava a origem dos alunos. Quando se falava sobre migração, não havia menção ao que aquelas famílias viveram”.
Na década de 1950, muitos descendentes dessas populações indígenas e africanas vie…

Vem aí o Divercine - Festival Internacional de Cinema para Crianças e Jovens

Imagem
Estão abertas as inscrições para o 20º Divercine - Festival Internacional de Cinema para Crianças e Jovens. No ano passado, na 19º edição do evento o filme brasileiro Antes que o mundo acabe, de Ana Luiza Azevedo, levou quatro prêmios, entre les o Grande Prêmio GURI. veja abaixo informações do festival. Se tiver interesse, veja mais informações clicando aqui!

La fuerza de la necesidad hace que la gente se movilice, actúe y busque mejorar sus condiciones de vida. Es así que surge Divercine, como idea primero, a fines de 1991, como proyecto después y como realidad en julio de 1992. Entonces no había en nuestro país una programación de calidad, con films recientes, para niños y jóvenes. Y empezaron a llegar….

Ahora ya tenemos 17 años de experiencia, algunos premios internacionales, y lo más importante: muchos miles de niños que cada año pueden conocer las mejores obras de corto y largometraje que se produce para ellos en todo el mundo. La sede es en Montevideo pero tenemos sub-sedes en var…

Castelo Rá-Tim-Bum: o educativo como entretenimento

Imagem
Compartilhamos com nossos leitores o livro "Castelo Rá-Tim-Bum: o educativo como entretenimento", da professora Vânia Lúcia Quintão Carneiro, professora da Faculdade de Educação da UnB, cuja área de pesquisa é a relação educação - comunicação, especialmente o que refere-se a tv e educação.

Descrição:
A finalidade dos canais de televisão educativos é um dos pontos principais da agenda do alvorecer do século XXI. Neste livro ao discutir Castelo Rá-Tim-Bum, talvez a mais bem realizada série educativa produzida pela televisão brasileira, Vânia Lúcia traz contribuições significativas a respeito. Primeiro porque registra as experiências nas quais se desenvolveram linguagens televisivas voltadas para a educação. Depois, porque faz uma análise do programa tanto do ponto de vista da sua concepção como a partir do olhar do receptor. Assim, aliando sua formação de roteirista e educadora, a autora oferece ao leitor novos elementos para a reflexão sobre entretenimento e aprendiza…

Você conhece o moodle?

Compartilhamos vídeo da Educ@conTIC sobre o Moodle, uam plataforma em software livre que permite a realização de cursos online. É simples e vale a pena conferir.
Moodle: plataforma de creación de contenidos from http://vimeo.com/educacontic on Vimeo.

Blog, você já tem o seu?

Compartilhamos vídeo da Educ@conTIC sobre blog!
Blog: Web 2.0 de artículos y comentarios from http://vimeo.com/educacontic on Vimeo.

Educación Mediática y Competencia Digital

Imagem
Congreso Internacional de Educación Mediática y Competencia Digital
(Segovia/Espanha - 13, 14 y 15 de Octubre de 2011)
“Educación audiovisual, alfabetización digital, educomunicación, educación para los medios, alfabetización informacional, educación mediática, educación multimedia, alfabetización informática, competencia digital, educación en materia de comunicación, alfabetización mediática, comunicación educativa, nuevas alfabetizaciones y multialfabetizaciones, … Profusión (¿y confusión?) terminológica que responde al interés de numerosos profesionales y expertos por abordar las relaciones entre comunicación y educación en la era digital.
Fruto de este mismo interés es también el Congreso de Educación Mediática y Competencia Digital. Un grupo de Investigadores y profesionales de la educación y la comunicación unen aquí sus esfuerzos para crear un foro de discusión abierto a todos los interesados, y para proponer acciones y estrategias de educación mediática.”

El CONGRESO INTERNACIONAL…

Bienvenidos a un mundo sin certezas

A pesquisadora e educadora Rosa Maria Torres deu a dica, li e resolvi compartilhar com vocês o artigo Bienvenidos a un mundo sin certezas, de Vicente Verdú, publicado no jornal espanhol El País, no dia 18/02/2011. Espero que gostem!

Bienvenidos a un mundo sin certezas
Amistades y parejas efímeras, contratos temporales, comunicación anónima - ¿Es hoy el desorden la fuente de innovación decisiva?
Por Vicente Verdú

Todas las épocas presumen mucho de ser "tiempos de amores revueltos". Lo que gusta mucho a las gentes de una humanidad siempre, aún secretamente, romántica. Lo romántico da vida. Y muerte también. Fuertes emociones, en suma.

La física cuántica, la penicilina, la radio, el avión, el subconsciente, la aspirina, la electricidad, el cine o el fox trot, hicieron sentir con la emoción de que el principio del siglo XX coincidía con la danza de otro mundo que anulaba al anterior. Y, por si faltaba poco, el estallido de la Gran Guerra en 1914 significó la cristalización de muchos…

Liniers em talk show

Imagem
O artista argentino Liniers faz um animadíssimo talk show sobre novas tecnologias... Ele se auto-define com o último ser humano que não sabe usar um computador...

Sites de educação para a mídia em francês

Se você fala e entende francês, pode buscar informações sobre educação para a mídia nos sites indicados pelo Les Enseignants Documentalistes da Académie de Poitiers.
En premier lieu, le site institutionnel du CLEMI, le Centre de Liaison de l’Enseignement et des Médias d’Information. Le CLEMI de notre académie, le site du CLEMI national Site "réseau éducation médias", un site canadien à explorer : des fiches pratiques, kit pédagogique, des grilles d’analyse de journaux...Bref un incontournable ! Réseaux éducation médiaUn blog critique : le blog de François Jost, chercheur spécialiste des médias ; une mine d’or ! "Comprendre la télé"Le site de l’INA pour les professionnels : INA.En complément , un nouveau site de réflexions : INAglobalDécryptimages : Essentiel ! Des modules, des diaporamas, des analyses détaillées... décryptimagesUn blog d’éducation aux médias : éduquer aux médiasDes analyses thématiques, réflexions théoriques : mediascritiqueUn site belge très inté…

Você já pensou sobre isto?

Imagem

Curso de extensão discute jornalismo e políticas públicas sociais

Estão abertas as inscrições para o curso “Jornalismo e Políticas Públicas Sociais”, promovido pelo Departamento de Jornalismo e Editoração (CJE) em parceria com a Agência de Notícias dos Direitos da Infância (ANDI) e a Rede ANDI Brasil.

O objetivo é estimular a consciência crítica sobre o conteúdo da mídia quanto às questões sociais brasileiras, a partir do estudo de casos concretos. Além disso, o curso pretende analisar paradigmas que orientam as políticas públicas e abordar a forma como a mídia tem contribuído para a discussão dos temas sociais.

Os encontros serão realizados às segundas-feiras, das 10h às 12h, de 14 de março a 27 de junho de 2011, no Auditório Freitas Nobre da ECA. A carga horária total da disciplina será de 36 horas.

As inscrições são gratuitas e podem ser realizadas até o dia 14 de fevereiro. Para mais informações clique aquiou acesse http://www3.eca.usp.br/node/1622.
Fonte: ECA/USP

Bibliografia do Mìdias na Educação - Linha de pesquisa Educação Inclusiva, Multiculturalismo e Mídias na Educação

Veja abaixo a bibliografia sugerida pelo programa Mídias na Educação, do MEC, para seu ciclo avançado, linha de pesquisa 12: Educação Inclusiva, Multiculturalismo e Mídias na Educação.

Se você não conhece o Mídias na Educação, leia o texto oficial abaixo:
Mídias na Educação é um programa de educação a distância, com estrutura modular, que visa proporcionar formação continuada para o uso pedagógico das diferentes tecnologias da informação e da comunicação – TV e vídeo, informática, rádio e impresso. O público-alvo prioritário são os professores da educação básica.

O programa é desenvolvido pela Secretaria de Educação a Distância (Seed), em parceria com secretarias de educação e universidades públicas – responsáveis pela produção, oferta e certificação dos módulos e pela seleção e capacitação de tutores.

Entre os objetivos do programa estão: destacar as linguagens de comunicação mais adequadas aos processos de ensino e aprendizagem; incorporar programas da Seed (TV Escola, Proinfo, Rádio Es…

Bibliografia do Mídias na Educomunicação - Linha de pesquisa Memória e Mídias na Educação

Veja abaixo a bibliografia sugerida pelo programa Mídias na Educação, do MEC, para seu ciclo avançado, linha de pesquisa 11: Memória e Mídias na Educação.

Linha 11
Memória e Mídias na Educação
A Linha de Pesquisa Memória e Mídias aborda as reflexões e pesquisas sobre o uso das mídias como espaço de circulação de memória tendo como foco a narrativa presente nas Novas Tecnologias da Informação e da Comunicação (NTICs).
Memória e Mídias tem por objetivo articular as pesquisas conceituais e as práticas discursivas
emergentes nas NTICs, procurando compreendê-las como tentativas de produção de sentido da vida cotidiana de educadores.
Desta forma, serão priorizados os trabalhos de pesquisa que foquem os seguintes temas:
• Práticas narrativas nas NTICs;
• Projetos e trabalhos com memória na Educação e na Comunicação;
• Estudo da Memória com enfoque nos meios da comunicação mediática;
• Estudo das narrativas e da Memória em sua relação com o curso Mídias na Educação.
É desejável que o professor participa…

Bibliografia do Mídias na Educação - Linha de pesquisa Ética e Mídias na Educação

Veja abaixo a bibliografia sugerida pelo programa Mídias na Educação, do MEC, para seu ciclo avançado, linha de pesquisa 10: Ética e Mídias na Educação.

Linha 10
Ética e Mídias na Educação
Discussões e pesquisas envolvendo a relação entre a ética e as mídias na educação. Possíveis
abordagens:
· Ética no uso do computador (ou outros meios) na educação (em sala de aula e projetos
pedagógicos);
· Ensinando ética em projetos pedagógicos com o uso de mídias (análises de experiências e
propostas);
· Desenvolvendo noções éticas na escola a partir de produtos da mídia (idem).

Bibliografia básica

AQUINO Júlio Groppa. A questão ética na educação escolar. Boletim Técnico do SENAC, Rio de Janeiro, v. 25, n. 1, p. 3-13, 1999. Disponível em http://www.senac.br/INFORMATIVO/BTS/251/boltec251a.htm. Acesso em 28/08/2010.BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: apresentação dos temas transversais - Ética. Brasília, 1997. Disponível em http://portal.mec.…

Bibliografia do Mídias na Educação - Linha de pesquisa Cidadania, Políticas Públicas e Mídias na Educação

Veja abaixo a bibliografia sugerida pelo programa Mídias na Educação, do MEC, para seu ciclo avançado, linha de pesquisa 9: Cidadania, Políticas Públicas e Mídias na Educação.

Linha 9
Cidadania, Políticas Públicas e Mídias na Educação
Análises de experiências, discussões de propostas empíricas e/ou teóricas com respeito ao
desenvolvimento da cidadania, em sentido amplo, com a utilização das mídias na educação, bem como estudos sobre o impacto de políticas públicas ligadas às mídias no âmbito educativo. Possibilidades de trabalho monográfico:
· Estudos sobre o uso das mídias na educação para o trabalho com valores ligados à cidadania
em projetos pedagógicos (análises e propostas);
· Análises voltadas ao desenvolvimento de ações educativas que contemplem a Lei Nº 11.645,
de introdução da cultura afro e indígena como tema de estudo obrigatório, com o uso das
mídias (análises e propostas);
· Discussões sobre inclusão social e digital com o uso das mídias no âmbito escolar (idem);
· Mídias na Educaçã…