Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2012

Aprovados projetos que proíbem publicidade de alimentos dirigida a crianças e brindes em fast food

Imagem
Créditos: Fotolia Dois projetos de lei fundamentais para proteger as crianças da epidemia de obesidade foram aprovados pela Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) na terça-feira. O primeiro deles, PL 193, de 2008, de autoria do deputado Rui Falcão (PT), regulamenta a publicidade dirigida ao público infantil de alimentos e bebidas pobres em nutrientes e com alto teor de açúcar, gorduras saturadas ou sódio no estado de São Paulo. Fica proibida a propaganda no rádio e na TV entre as 6 e as 21 horas, e em qualquer horário nas escolas públicas e privadas. E, durante o horário permitido, a propaganda deverá ser seguida de advertência pública sobre os danos à saúde provocados pela obesidade. Os projetos seguem para sanção ou veto do governador Geraldo Alckmin (PSDB). Está vetado também o uso de celebridades ou personagens infantis na publicidade e comercialização, além da inclusão de brindes promocionais, brinquedos ou itens colecionáveis atrelados à compra do alimento. Em caso de descump…

E os meus direitos?

Internet para Crianças
E os Meus Direitos?
Por Marcus tavares


Nos últimos dois meses, fui convidado a desenvolver com crianças do 4º, 5º e 6º anos da Escola Eliezer Max, em Laranjeiras, no Rio, uma espécie de guia do uso responsável e seguro da internet. A proposta era ouvir as crianças e, com elas, pensar e refletir sobre temas presentes no dia a dia, como o bullying que acontece nas redes sociais. Além de constatar que os alunos acessam todos os dias a web, na maioria das vezes sozinhos, e que dizem se sentir seguros no meio on-line, um ponto chama bastante a atenção: a questão da privacidade como direito. Em um dos tópicos do guia, intitulado como os pais devem ajudar as crianças na navegação, os estudantes pontuaram, entre outras coisas, que os responsáveis precisam acompanhar e fiscalizar o que os filhos fazem na internet e ter acesso à senha das contas pessoais. Mas as regras, segundo os alunos, não valem para eles, que têm entre 9 e 11 anos. Valem para as crianças menores. Os peque…

Babá eletrônica

Por Marcus Tavares
2012 não foi diferente dos outros anos. Pelo menos, no 
que diz respeito à produção audiovisual para crianças, 
no contexto da TV  aberta comercial no Brasil. Poucas 
realizações de fato foram pensadas para o público infantil. 
Algumas que já existiam foram inclusive retiradas da 
programação diária, como a TV Globinho, da Globo, que, 
na verdade, exibia apenas desenhos animados enlatados. 
A justificativa de não produzir conteúdo próprio brasileiro 
para a criança foi a mesma de sempre: altos custos 
combinados com a falta de anunciantes/patrocinadores 
diante de um contexto de pressão legislativa pelo fim 
da publicidade infantil na tevê. Na contramão, o SBT talvez tenha sido o canal que 
mais se destacou, ao reeditar a novela infantil Carrossel. 
No ar às 20h30, a trama ganhou a atenção das crianças e 
aumentou o lucro da emissora, mostrando que o filão 
infantil não morreu e que pode ser um bom investimento. 
Tivemos também, neste ano, a série animada do Sítio do 
Pica Pau Amarelo…

Literacia mediática associada aos princípios do jornalismo

Imagem
«Os princípios do jornalismo nascem da função que a informação representa na vida das pessoas. Neste sentido, são uma declaração de direitos dos cidadãos, ao mesmo tempo que uma declaração de responsabilidades dos jornalistas. Na medida, porém, em que a difusão de informação própria e do comentário a assuntos de actualidade e às opiniões de outros aumenta, crescem também as responsabilidades éticas dos que intervêm no processo, do lado da cidadania. O conhecimento e exercício destes direitos e responsabilidades devem integrar a formação não apenas dos jornalistas mas também dos cidadãos, no quadro mais vasto e desejável de uma literacia mediática que proporcione o uso crítico, esclarecido e criativo da informação jornalística e dos media».

Este é o teor do Princípio nº 11 e derradeiro do documento "Para Uma Carta de Princípios do Jornalismo na Era da Internet", recentemente apresentado em Lisboa. É talvez a primeira vez que, entre nós, se estabelece, de modo claro e formal, a…

E-Book: Compêndio Recursos Educacionais Abertos

O e-book Compêndio Recursos Educacionais Abertos: Casos da América Latina e da Europa na Educação Superior foi lançado há pouco. A iniciativa foi do Projeto OportUnidad e o trabalho foi organizada por Andreia Inamorato dos Santos, Cristóbal Cobo e Celso Costa. A versão trilíngue, acima, está disponível nos idiomas inglês, espanhol e português.

O livro apresenta estudos de caso de iniciativas de REA em duas regiões: América Latina e Europa. A versão apenas em português pode ser baixada a partir desse link.

Via Blog REA
Fonte: Blog Mídias na Educação (ECA/USP)

Estudos em Comunicação

Imagem
A Revista Estudos em Comunicação nº 12, do LabCom - Laboratório de Comunicação e Conteúdos Online Universidade da Beira Interior / Portugal pode ser baixada no link:
http://www.ec.ubi.pt/ec/12/

Os artigos são:
Online Coverage of the 2010 Brazilian Presidential Elections
por Heloiza G. Herscovitz
Ayatollah Khomeini: The changing face of Islam
por Rob Leurs O lugar da participação dos cidadãos nos media: o caso do programa ‘Banda Ampla’ da TV3 da Catalunha
por Fábio Ribeiro Signs, Systems and Complexity of Transmedia Storytelling
por Renira Rampazzo Gambarato O papel do design no estabelecimento de contratos de leitura de jornais impressos: um estudo sobre a reforma gráfica de 2010 da Folha de S. Paulo (Brasil)
por Ana Gruszynski The Greek Indignants through the domestic TV news bulletins
por Anastasia Veneti, Stamatis Poulakidakos, Kostas Theologou Convergência, transmídia e excedente cognitivo na…

La competencia mediatica: propuesta articulada de dimensiones e indicadores

Imagem
La competencia mediatica: propuesta articulada de dimensiones e indicadores
Artigo de Joan Ferrés e Alejandro Piscitelli na Revista Luciérnaga. Facultad de Comunicación Audiovisual. Politécnico Colombiano Jaime Isaza Cadavid. Año 4, Edición 7. Medellín, Colombia. 2012. ISSN 2017 - 1557. Págs. 72-79.



Para acessar o artigo: http://www.politecnicojic.edu.co/luciernaga7/pdf/7_competencia_mediatica.pdf

UFU abre inscrições para Mestrado Profissional em Tecnologias, Comunicação e Educação

Imagem

EU Kids Online: Perspetivas Nacionais (Portugal)

Imagem
Por Cristina Ponte e Ana Jorge

Este artigo consiste na tradução para língua portuguesa da secção relativa a Portugal do relatório "EU Kids Online: National perspectives":, da autoria de Leslie Haddon, Sonia Livingstone e da rede de investigadores do projeto EU Kids Online, no qual se incluem as autoras deste artigo que gentilmente autorizaram a respetiva tradução e publicação no site do Projeto MiudosSegurosNa.Net.
Acesso e Uso As crianças portuguesas são as líderes Europeias ao nível do acesso à Internet através de computadores portáteis, o que é consequência direta de políticas nacionais, particularmente as desenvolvidas após 2008: 65% dos inquiridos têm os seus próprios computadores portáteis, sem diferenças significativas entre famílias. O crescimento rápido e recente da democratização do acesso à Internet também é demonstrado pelo fato do país ainda apresentar uma das médias mais altas na Europa em termos etários para o primeiro uso da Internet: 10 anos de idade.
As criança…

UNESCO launches online course in Media and Information Literacy and Intercultural Dialogue

Imagem
© UNESCO UNESCO supports the Media and Information Literacy (MIL) and Intercultural Dialogue University Network in the launch of an online course in MIL and intercultural dialogue. The course is designed for teachers, policy makers and professionals. It is led by the Queensland University of Technology (QUT) and will be offered over 13 weeks, from 25 February to 31 May 2013. “We live in a world where the quality of information we receive largely determines our choices and ensuing actions, including our capacity to enjoy fundamental freedoms and the ability for self-determination and development,” says Janis Karklins, UNESCO’s Assistant Director-General for Communication and Information. Therefore, this course will assist teachers, policy makers and professionals to become agents of change through the development of MIL competencies in their communities and through enhancing intercultural understanding. The course will focus on the following subjects: Intercultural dialogue and citizenshi…

Educação para os Media

Imagem
Conheça as diretrizes da "Educação para os Media" segundo a Direção Geral de Educação do Governo de Portugal:A Educação para os Media pretende incentivar os alunos a utilizar e decifrar os meios de comunicação social, nomeadamente o acesso e utilização das tecnologias de informação e comunicação, visando a adoção de comportamentos e atitudes adequados a uma utilização crítica e segura da Internet e das redes sociais. Neste âmbito, a Direção-Geral da Educação desenvolve as seguintes iniciativas.

Rádios e Televisões na Net http://www.erte.dge.mec.pt/rten Iniciativa que tem como objetivo o apoio à implementação de projetos de Rádio e Televisão nas escolas bem como a divulgação de boas práticas. Os docentes interessados têm ao seu dispor um espaço Moodle onde encontram recursos diversos e podem partilhar experiências.

Seguranet http://www.seguranet.pt  Este projeto surge no âmbito do Programa Safer Internet Plus e da Rede Insafe para a promoção da segurança na Internet nas escolas por…

IV Encontro Brasileiro de Educomunicação - Entrevista Profª. Rosane Rosa

Imagem
IV Encontro Brasileiro de Educomunicação, que aconteceu em outubro de 2012, em SP, entrevista Profª. Rosane Rosa, da UFSM.

Novo sistema de ensino investe no tablet

Cidade do México - A partir do ano que vem, 150 escolas particulares do Brasil vão iniciar as aulas com um novo sistema de ensino já presente em alguns países da América Latina. Ancorado no emprego de tablet, bilinguismo, capacitação de professores e avaliações, o sistema Uno Internacional, da Santillana, chega à rede privada brasileira com olhos bem atentos no gigantesco mercado de redes municipais. O modelo foi desenvolvido no Brasil, mas adotado antes em outros países da região. Neste primeiro ano, estarão envolvidos 75 mil alunos de 150 escolas. Três prefeituras estão com a negociação avançada. "Temos um objetivo forte de chegar à rede pública. O antecedente em escolas particulares é importante", diz o diretor global da Uno Internacional, Pablo Doberti. No México, o Uno Internacional envolve 130 mil alunos de 420 escolas. E a ideia é chegar a 1 milhão na América Latina em 4 anos. Para começar a operar no Brasil, o Santillana investiu 22 milhões. O sistema tem parcerias com…

“Abrojos”, una experiencia de formación en comunicación comunitaria.

Imagem
Ong argentina Abrojos (Coletivo de Educação Popular) junto com a agência de notícias Anita, realizam trabalho de comunicação e educação em Tucumán na perspectiva dos direitos humanos.

Formação de pessoas críticas e felizes

Imagem
Em toda a sua vida como religioso, adepto da Teologia da Libertação, e como assessor de diversos movimentos sociais, Carlos Alberto Libânio Christo, ou simplesmente Frei Betto, enfatizou a ética e os valores humanos como imprescindíveis na formação de uma sociedade solidária. Autor de mais de 50 livros e criador do Programa Fome Zero, que chefiou por dois anos no primeiro mandato do ex-presidente Lula, o frade dominicano defende que a escola tem que incutir esperança, o que será realizado apenas se for trabalhada a subjetividade do aluno. “É no coração que encontramos as razões para imprimir um sentido na vida. Quando não encontramos dentro, vamos procurar de alguma outra forma, e aí os jovens encontram as drogas”, afirma.

Frei Betto idealiza uma escola que forme cidadãos felizes, com consciência da sua finalidade. “Temos que admitir algo muito simples: a escola é um núcleo de formação política de cidadania e tem que se assumir como tal. Não existe escola neutra e apolítica. Ou você es…