Programa Educamedia é um dos exemplos de boas práticas para a promoção da equidade


O programa Educamedia e o Apoio Escolar Online, projectos da Secretaria Regional de Educação / Direcção Regional de Educação (Madeira - Portugal), surgem como exemplos de boas práticas para a promoção da equidade, no relatório do Conselho Nacional de Educação (CNE): ‘Estado da Educação 2016’.

Esta publicação, divulgada em Dezembro de 2017, surge na continuidade dos relatórios anuais que o CNE publica desde 2010. À semelhança das edições anteriores, o ‘Estado da Educação 2016’ apresenta indicadores de referência sobre diferentes domínios do sistema educativo português.

O Programa Educamedia, operacionalizado pela Direcção de Serviços de Educação Artística e Multimédia em parceria com a Direcção de Serviços de Investigação, Formação e Inovação Educacional, é um dos programas da RAM em curso, a par com o Apoio Escolar Online, destacado por este relatório como uma das medidas de equidade que não se encontram relativamente integradas no sistema, como são exemplo disso as Actividades de Enriquecimento Curricular.

Como medidas de equidade, o presente relatório entende aquelas que se destinam a “garantir a igualdade de oportunidades, independentemente da situação pessoal social e económica de origem, e a atenuar as consequências das situações de educação criadas pela escola, nomeadamente as do insucesso e do abandono escolar” (CNE, 2016:95).

Este programa foi iniciado no ano lectivo de 2008/2009 com o propósito de fornecer uma nova dinâmica de aprendizagem, através de uma pedagogia dos media e do cinema. É destinado a crianças e jovens dos ensinos básico e secundário e insere-se numa vertente de educação para os media, apresentando-se como um veículo de promoção da inclusão social e do exercício da cidadania. Pretende, igualmente, melhorar a qualidade do ensino através da diversificação dos métodos pedagógicos, novas técnicas de ensino e formas alternativas de aprendizagem activa.

Este programa é composto por oito projectos, com várias actividades: 1) o ‘TV Escola’, um canal de televisão que tem como objectivo capacitar, aperfeiçoar e atualizar professores e educadores da rede escolar da RAM; 2) o ‘Cinedesafios’, que tem como objectivo promover as diferentes técnicas de animação/edição/filmagem; 3) o ‘Aprender com o Cinema’, que pretende, através da produção de filmes, explorar conteúdos, temas e analisar personagens em sala de aula; 4) o ‘WebRadio’, que pretende apoiar na produção e divulgação de trabalhos em formato digital e incutir nos jovens um espírito crítico relativamente ao que ouvem e veem e também ao que produzem; 5) o ‘TICultura’, que pretende constituir um plano de atividades com base na associação de duas dimensões, por um lado a das TIC/Multimédia e por outro o enfoque nos temas culturais; 6) o ‘Certificação “Escola Educamedia”’, que consiste na certificação de práticas adotadas pelas escolas através da participação nos projetos do Educamedia, que levem à estimulação dos alunos para a descodificação de discursos mediáticos e para a produção audiovisual; 7) o ‘Festival de Audiovisual e Cinema Escolar’ (FACE), que pretende desenvolver uma dinâmica com as escolas e outras entidades relativamente ao cinema e ao audiovisual, dando a conhecer filmes/curtas-metragens escolares, proporcionando situações de aprendizagem através de workshops para alunos, professores e público geral e premiando o que de melhor se faz nesta área; 8) o ‘Madeira Curtas’ (concurso de curtas-metragens), que tenciona reconhecer e premiar o trabalho realizado na área do vídeo de curta duração, posicionando-se assim como um instrumento importante na promoção da criação de conteúdos audiovisuais.

Para além das actividades incluídas nestes projectos existem outras complementares tais como o Portal Educamedia, a Mediateca e o Manual Educamedia.

Do programa Educamedia realçam-se “os resultados positivos obtidos nas actividades desenvolvidas, o grande envolvimento das escolas, os benefícios a nível da aprendizagem e o desenvolvimento de outras competências. O aumento das escolas inscritas, do número de trabalhos elaborados pelas escolas e de registos no site do programa, bem como a participação ativa na sessão de cinema de animação e nos workshops” (CNE, 2016:106).

O documento pode ser consultado na íntegra através do sítio oficial do CNE com o endereço www.cnedu.pt.

Fonte: http://www.dnoticias.pt/madeira/programa-educamedia-e-um-dos-exemplos-de-boas-praticas-para-a-promocao-da-equidade-BL2827650

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Criança ainda ouve rádio?

A comunicação na sala de aula

II Fórum Informal sobre Literacia Mediática acontece em Lisboa